Com golaço de Luan, Grêmio vence Cruzeiro e encaminha classificação

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Maiores vencedores da Copa do Brasil, com quatro títulos cada um, Cruzeiro e Grêmio iniciaram nesta noite de quarta-feira o primeiro duelo que vale uma vaga para a final da edição 2016. Mineirão cheio, retrospecto positivo e boa fase do time. Os ingredientes eram os melhores possíveis para o time da casa. Mas dentro de campo os anfitriões levaram um balde de água fria e sofreram, com justiça, uma derrota por 2 a 0.

Com o resultado, o Tricolor poderá perder por um gol de diferença no jogo da volta que ainda sim terá garantida sua classificação para tentar buscar o pentacampeonato do torneio. Se o Grêmio perder por 2 a 0 a decisão vai para os pênaltis. Para avançar, o Cruzeiro precisará vencer por três gols de diferença ou por dois desde que faça três ou mais gols (3 a 1, 4 a 2...)

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (2 de novembro), às 21h45, em Porto Alegre. No duelo da outra chave, o Atlético-MG derrotou o Internacional no Beira-Rio.

Os responsáveis por deixarem o Grêmio em situação bem confortável na Copa do Brasil foram Luan e Douglas. O primeiro marcou um golaço de cobertura no primeiro tempo. O segundo aproveitou a falha adversária e matou o jogo na etapa final.

Jejum de Luan termina com golaço de cobertura

Thomas Santos/AGIF

Campeão olímpico e um dos pilares do Grêmio, Luan finalmente terminou seu jejum de gols pelo time, e da melhor maneira possível. Antes da partida no Mineirão, já eram 12 jogos sem marcar, sua maior sequência desde que chegou ao time principal. Para findar o tabu com estilo, o garoto usou muito talento ao encobrir Rafael e marcar um golaço mais que iniciou a vitória mais que importante do tricolor.

Cruzeiro dá espaço demais e ataca de menos

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Não foi uma boa noite. Por se tratar de um jogo em casa, o Cruzeiro produziu pouco dentro de campo. Sem inspiração principalmente nas pontas do campo, a equipe de Mano não conseguiu criar alternativas para superar a boa marcação do Grêmio. No segundo tempo, o cenário se repetiu até um novo erro celeste que gerou o segundo gol gremista e matou a partida.

Defesa sólida e posse de bola marcam soberania do Grêmio

Muito bem posicionado, na maioria das vezes com seus jogadores atrás da linha da bola, o Grêmio praticamente anulou o ímpeto do adversário e foi impecável. Os espaços cedidos pelo Cruzeiro favoreceram os toques de bola e boas triangulações de Marcelo Oliveira e Pedro Rocha com Luan ou Douglas. Em uma delas, Luan marcava o primeiro gol que já dava justiça ao placar. No segundo tempo, bastou conter os primeiros avanços dos anfitriões para novamente colocar a bola no chão e selar a vitória pelos pés de Douglas, após passe de Ramiro.

O que foi isso, Edimar?!

Aos 29 minutos do primeiro tempo, Edimar protagonizou uma cena bizarra. O lateral recebeu pela esquerda e, no pouco tempo que teve, tirou de Douglas e ainda deixou Edílson na saudade. Tudo perfeito para encaminhar o gol de empate... mas o "cruzamento" do cruzeirense saiu tão mal que, além de forte, a bola foi sair lá na lateral direita do campo. Para piorar, o atleta não foi o único que não se encontrou. Pilares como Robinho, Arrascaeta e Ábila também não conseguiram se encontrar.

Ousadia de Mano não melhora pouca produção do Cruzeiro

Vendo sua equipe ser anulada no primeiro tempo, Mano foi corajoso ao mudar o esquema e adotar três zagueiros e uma linha de quatro meio-campistas, formada com Robinho, Sóbis, Arrascaeta e Alisson. Porém, tamanha ousadia também requer cuidado. Os espaços muito bem aproveitados pelo Grêmio continuavam acontecendo. A saída de bola ruim que gerou o segundo gol só escancarou mais uma das falhas dos anfitriões em campo.

Das cabines, Renato vê a "malandragem" que queria no Grêmio

Nesta semana, Renato Gaúcho comentou que o Grêmio teria que ser malandro no primeiro para não sofrer tanto e sair do Mineirão com um bom resultado. Se não fosse possível sair do Mineirão sem levar gols, a segunda tarefa seria pelo menos marcar fora de casa. Suspenso, o treinador acompanhou o jogo das cabines e de lá viu seus comandados saírem de campo com um resultado pra lá de positivo.

CRUZEIRO 0 x 2 GRÊMIO

Motivo: jogo de ida, semifinal da Copa do Brasil 2016
Data/Hora: 26/10/2016, às 21h45
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Péricles Bassols (PE/Fifa)
Assistentes: Kleber Gil (SC) e Nadine Camara (SC)

GOLS: Luan, 19'1ºT (0-1); Douglas, 16'2ºT (0-2)
Cartões amarelos: Kannemann (GRE)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 53.452 presentes/R$1.606.821,00.

CRUZEIRO: Rafael; Lucas (Alisson - Intervalo), Bruno Rodrigo, Léo e Edimar; Denílson (Denílson - 26'2ºT), Lucas Romero e Robinho; Giorgian De Arrascaeta, Rafael Sóbis (Willian - 21'2ºT) e Ramón Ábila.  Técnico: Mano Menezes.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Jailson - Intervalo), Ramiro, Douglas e Pedro Rocha (Everton - 24'2ºT); Luan (Kaio - 41'2ºT). Técnico: Alexandre Mendes (Renato Gaúcho suspenso).

Quer receber notícias de Cruzeiro e Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos