Atlético-MG perde muitos gols e é derrotado de virada para o Paraná

Do UOL, em Belo Horizonte

A estreia na Copa do Brasil não foi como esperava o Atlético-MG. Mesmo atuando fora de casa, a equipe mineira levou força máxima para enfrentar o Paraná, mas foi derrotado por 3 a 2, após ficar duas vezes na frente. Guilherme Biteco e Felipe Alves fizeram os gols da equipe da casa, enquanto Elias e Robinho marcaram os gols dos mineiros. A partida foi disputada no Estádio Couto Pereira, e não na Vila Capanema, que é o campo do Paraná.

Com a derrota, o Atlético precisa vencer o jogo da volta, marcado para o dia 31, no Independência, para avançar na Copa do Brasil. Como marcou gols fora de casa, o triunfo por 1 a 0 já é o suficiente para o time alvinegro seguir no torneio nacional.

Léo justifica os números defensivos do Paraná

Com certeza o goleiro Léo é o grande nome do sistema defensivo do Paraná. O camisa 1 da equipe tricolor atravessa grande momento em 2017 e mostrou isso mais uma vez, fazendo grandes defesas no confronto com o Atlético. O goleiro que ainda não levava gol há mais de um mês começou o gol com grande defesa em chute de Robinho. E não ficou por aí. Também fez ótimas defesas em tentativas de Fred e Elias.

Já Victor vai mal em dois gols do Paraná

Mesmo atuando fora de casa, o Atlético teve amplo domínio do jogo. Foi quem mais teve posse de bola e também quem finalizou mais vezes. Na primeira etapa, o Paraná chutou apenas uma bola no rumo do gol defendido por Victor. Foi no lance que originou o empate, na falta batida por Guilherme Biteco. O goleiro atleticano foi mal e não conseguiu fazer a defesa. E assim se repetiu na etapa final. Seguiu o Atlético com mais presença ofensiva e o Paraná efetivo nas vezes que chegou. Uma bola na trave e dois gols, sendo o segundo deles um chute de muito longe de Guilherme Biteco.

Defesa menos vazada do Brasil resiste oito minutos

Até entrar em campo para enfrentar o Atlético, o Paraná tinha 25 jogos na temporada e apenas nove gols sofridos. O melhor desempenho defensivo entre os clubes das principais divisões do futebol brasileiro. Como mandante, era apenas um gol sofrido em 14 partidas. No entanto, a forte defesa do Paraná não resistiu ao poderio ofensivo do Atlético e com oito minutos a equipe mineira já vencia por 1 a 0, com gol de Elias.

Com time completo, Atlético abusa de perder gols

Fazer uma boa vantagem no jogo de ida e ter mais tranquilidade na volta, no Independência. Essa era a meta do Atlético no jogo desta noite com o Paraná. Tanto que o técnico Roger Machado escalou força máxima, repetindo a escalação do time que iniciou a partida com o Fluminense. E o Atlético se impôs, mas não aproveitou as chances criadas. Somente no primeiro tempo foram 12 finalizações, mas apenas um gol marcado. A história se repetiu na segunda parte do jogo, com muitas chances criadas e perdidas. Assim, o Atlético não conseguiu fazer o resultado que desejava.

Biteco homenageia irmão é não leva cartão amarelo

Autor de dois gols do Paraná contra o Atlético, o meia Guilherme Biteco é irmão de Matheus Biteco, que faleceu no acidente com a Chapecoense, em novembro do ano passado, na Colômbia. Contra o Vitória, na fase anterior da Copa do Brasil, o meia fez um gol e levantou a camisa para homenagear o irmão e acabou amarelado. O que não aconteceu nesta noite, no Couto Pereira. Após marcar o primeiro gol do Paraná, Guilherme Biteco fez a homenagem para o irmão, levantando a camisa, e não recebeu cartão amarelo.

Enquanto a bola rolava, Valdívia chegava em BH

Com todas as atenções do Atlético voltadas para Curitiba, para o confronto com o Paraná, pela Copa do Brasil, Valdívia chegou de forma discreta em Belo Horizonte. O meia que foi emprestado pelo Internacional desembarcou sem chamar atenção e foi recebido por funcionários do clube mineiro. E foi durante a partida que o Atlético comunicou que o jogador já estava em BH, para realizar exames médicos e assinar contrato.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Data: 24/05/2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Motivo: Oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Rodrigo Ferreira (SC)
Assistentes: Kléber Lucio Gil (Fifa/SC) e Helton Nunes (SC)
Cartões amarelos: Matheus Carvalho, Alex Santana e Leandro Vilela (PAR) Rafael Carioca, Felipe Santana e Robinho (CAM)
Gols: Elias aos 8 e Guilherme Biteco aos 19 minutos do primeiro tempo; Robinho aos 10 e Felipe Alves aos 19 e Guilherme Biteco aos 28 minutos do segundo tempo

PARANÁ
Léo, Leandro Vilela, Rayan, Eduardo Brock e Igor; Gabriel Dias, Alex Santana, Biteco (Matheus Carvalho, aos 36 do 2º) e Renatinho (Jhony, aos 31 do 2º); Pedro (Felipe Alves, aos 16 do 2º) e Robson.
Treinador: Cristian de Souza.

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Adilson (Maicosuel, aos 30 do 2º), Elias e Cazares (Otero, aos 35 do 2º); Robinho e Fred (Rafael Moura, aos 38 do 2º).
Treinador: Roger Machado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos