Grêmio se recupera, goleia Atlético-PR e fica perto da semi da Copa do BR

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O atual campeão da Copa do Brasil está (bem) mais perto da semifinal. Nesta quarta-feira (28), o Grêmio aplicou 4 a 0 em cima do Atlético-PR na primeira parte do confronto. Lucas Barrios, duas vezes, Walter Kannemann e Everton marcaram em uma atuação quase irretocável do Tricolor.

A vitória dá larga vantagem ao Grêmio para o jogo da volta. Em 27 de julho, o Tricolor poderá perder por até 3 a 0 que seguirá no torneio.

Mas antes do reencontro, os dois times voltam a jogar pelo Brasileirão e entram nas oitavas de final da Copa Libertadores. No sábado, o Grêmio visita o Palmeiras e no domingo o Atlético-PR pega o Sport, em Recife.

Quem foi bem: Lucas Barrios

O centroavante marcou duas vezes, mas não ficou só nisso. Além do drible de corpo que terminou com forte chute e rendeu o primeiro gol, Barrios foi importante para o jogo ofensivo como um todo. Saindo da área, chamando a marcação e gerando superioridade.

Quem foi mal: Nikão

Camisa 11 foi expulso após falta boba na linha lateral, em lance com Bruno Cortez, mas antes já havia ficado devendo. Uma das armas ofensivas do Atlético-PR, não conseguiu criar e abastecer Pablo e Douglas Coutinho.

Marcelo Grohe erra, se redime e ganha apoio

Marcelo Grohe voltou a ser personagem na Arena. Três dias depois sofrer contestação pelo gol do Corinthians, o goleiro errou de novo. O camisa 1 pegou a bola com a mão após toque de Geromel e foi marcado tiro livre indireto – que não deu em nada. Pouco antes do intervalo, ele fez grande defesa cara a cara com Pablo e se redimiu. O lance rendeu ovação por parte do público na saída de campo.

Grêmio abre a retranca pelo meio

Um primeiro tempo de luxo. Usando as cinco ideias básicas de Renato Gaúcho para ser ofensivo, o Grêmio amassou o Atlético-PR até o intervalo.
Luan e Barrios exploraram bem o espaço entre as linhas e dali saiu o primeiro gol. O segundo brotou após boa jogada de Pedro Rocha e o terceiro em lance ensaiado, que já rendeu outras bolas na rede na temporada. Tudo em um intervalo de 11 minutos.

De pé em pé para virar goleada

No segundo tempo o Grêmio trocou a pressão alta pelo controle e deu corda para o Atlético-PR. A expulsão de Nikão e a necessidade do adversário deu espaços ao Tricolor o time de Renato Gaúcho soube usá-los. De pé em pé, o time circulou pelo campo ofensivo até achar brechas. Fernandinho concluiu após longa troca de passes, mas foi Everton quem aproveitou a boa circulação e transformou a grande atuação em goleada.

Atlético-PR não segura atrás e erra na frente

O Furacão planejou se fechar, mas não conseguiu botar em prática. Com marcação frouxa e espaço, o Atlético-PR foi perdendo terreno aos poucos. Só levou perigo em erro da defesa do Grêmio, com o tiro livre indireto, e depois em arrancada de Pablo que terminou na boa defesa de Grohe. A inoperância ofensiva pode ser explicada por uma série de erros individuais. Em mais de um momento, o time teve igualdade numérica para progredir e falhou.

Aplausos de pé

Os quatro gols, as demais chances e o volume de jogo agradaram os gremistas. Na saída para o intervalo, o estádio aplaudiu de pé o time. Luan, Barrios e Grohe foram citados nominalmente pelo público animado.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 4 X 0 ATLÉTICO-PR

Data e hora: 28/06/2017 (quarta-feira), às 19h30 (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 28.138 pessoas (25.738 pagantes)
Renda: R$ 706.175,00
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Miguel Ribeiro da Costa (SP)
Cartões amarelos: Michel (GRE); Deivid, Wanderson, Nikão, Carlos Alberto (CAP)
Cartão vermelho: Nikão (CAP)
Gols: Lucas Barrios, aos 22 minutos do primeiro tempo e aos 29 minutos do primeiro tempo; Kannemann aos 33 minutos, e Everton, aos 44min do segundo tempo (GRE);

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e B. Cortez; Michel, Arthur (Lincoln), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Fernandinho); Lucas Barrios (Everton)
Técnico: Renato Gaúcho

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley; Deivid (Carlos Alberto), Otávio, M. Rossetto (Lucho González) e Nikão; Douglas Coutinho e Pablo
Técnico: Eduardo Baptista

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos