Topo

Sampaoli se irrita com pergunta sobre declarações de Ganso e deixa coletiva

Sampaoli e Paulo Henrique Ganso  - Cristina Quicler/AFP Photo
Sampaoli e Paulo Henrique Ganso Imagem: Cristina Quicler/AFP Photo

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

06/02/2019 22h20

Após a vitória do Santos por 7 a 1 sobre o Altos-PI na noite desta quarta-feira (6), o técnico Jorge Sampaoli não gostou de ser questionado sobre as declarações do meia Paulo Henrique Ganso, recém-contratado pelo Fluminense. Em sua apresentação no clube carioca, o ex-camisa 10 do Santos ironizou o argentino, que foi quem pediu sua contratação no Sevilla, da Espanha. 

Irritado com o assunto, o argentino deixou a coletiva de imprensa antes do término. Sampaoli prometeu falar o que tem para dizer a Ganso apenas pessoalmente.

"Não falo de ninguém, trabalho para o Santos e quero fazer algo importante no Brasil. O que terei de falar com Ganso, falarei pessoalmente. Penso no Santos que é minha equipe", disse, antes de deixar a coletiva.

MAURO BETING COMENTA O MASSACRE DO SANTOS

UOL Esporte

Sampaoli chegou até a elogiar Ganso em sua apresentação no Santos, o que fez com que o meia fosse especulado na Vila Belmiro. No entanto, quando chegou ao Fluminense, o jogador alfinetou o ex-comandante lembrando da recente derrota por 5 a 1 para o Ituano e revelou que o argentino sequer conversava com ele na Espanha.

"De cinco ele não quer nem ouvir (risos). Brincadeiras à parte, tiveram algumas coisas que aconteceram lá fora. Quando uma pessoa te pede para ir a um clube e não coloca você para jogar, alguma coisa está errada. A pessoa nem falar com você, não conversar, está errada. Mas isso passa, a gente esquece, vida que segue para todo mundo", disse Ganso em sua apresentação.

Sampaoli pediu a contratação do jogador em 2016, quando meia se destacava pelo São Paulo, mas utilizou o jogador em apenas cinco jogos como titular. O duelo entre Santos e Fluminense, que ocorrerá duas vezes no Campeonato Brasileiro, acaba de ganhar um tempero a mais.