Topo

Esporte


Chamado de "burro", Zé Ricardo lamenta clima no Bota: "Sofremos com isso"

Zé Ricardo foi chamado de "burro" na vitória do Botafogo sobre o Defesa y Justicia-ARG - Mauro Pimentel/AFP
Zé Ricardo foi chamado de "burro" na vitória do Botafogo sobre o Defesa y Justicia-ARG Imagem: Mauro Pimentel/AFP

Do UOL, no Rio de Janeiro

07/02/2019 00h28

O Botafogo venceu o Defensa y Justicia-ARG por 1 a 0 nesta quarta-feira e abriu vantagem na Copa Sul-Americana. Apesar do triunfo, nem tudo foram flores. Durante o segundo tempo, quando a partida ainda estava empatada, o técnico Zé Ricardo chamou Bochecha para entrar no jogo.

Foi o suficiente para a torcida, que tem ressalvas sobre o jovem meio-campista, vaiar o treinador e chama-lo de "burro". Após a vitória, o comandante lamentou o clima que o Botafogo vive. Ele entende que isso faz parte do trabalho e que tem total ligação pelo fraco desempenho do time, mas gostaria de evitar.

''Entendo que isso é normal. Não fizemos um início de temporada bom, cria essa impaciência. Sempre tentamos acertar nas substituições. Não foi a primeira nem a última vez que nós, treinadores, sofremos com isso [chamado de burro]. Entendo, mas tenho que colocar em campo o que temos acreditamos que vai dar certo'', disse Zé Ricardo.

''Importante foi conseguir o resultado com muita luta, no final, enfrentamos uma grande equipe. Não é vice-líder do Campeonato Argentino à toa, não perdia há três meses e meio. O jogo da volta vai ser muito difícil. O resultado favorável sem sofrer gol é importante'', completou o treinador.

O Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, quando visitará o Campinense, no estádio Amigão, na Paraíba. Eliminado da Taça Guanabara, o Alvinegro folga neste fim de semana, quando serão disputadas as semifinais.

André Rocha comenta vitória do Botafogo: "Não jogou para merecer"

UOL Esporte

Mais Esporte