Torcedor morto exaltava organizada do Botafogo e brigas em redes sociais

Bernardo Gentile e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Arquivo Pessoal

    Diego (em destaque, à direita) posa para foto com membros de organizada do Botafogo

    Diego (em destaque, à direita) posa para foto com membros de organizada do Botafogo

A violência nos arredores de estádios de futebol fez mais uma vítima fatal no último domingo (12), antes de Botafogo x Flamengo, no estádio Nilton Santos (Engenhão): Diego Silva dos Santos, de 28 anos, foi baleado no peito durante confusão próxima à entrada Norte do local e não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista ao jornal "Extra", familiares do botafoguense Diego asseguraram que ele não tinha nenhuma ligação com torcidas organizadas. As redes sociais do torcedor, no entanto, mostram uma realidade diferente.

A página de Diego no Facebook mostra uma ligação com a organizada "Fúria Jovem do Botafogo", além de postagens exaltando brigas – com socos e pontapés. Em resposta a um comentário de amigo, ele ainda valoriza a união entre Fúria Jovem e a organizada do Corinthians "Gaviões da Fiel".

Além disso, Diego, conhecido na organizada como "Negão da Beth" – alusão ao nome de sua mãe, Elizabeth – chegou a compor uma chapa na última eleição da "Fúria Jovem" como conselheiro. Ele acabou derrotado nas urnas.

O fato é que o torcedor de 28 anos era integrante da Fúria Jovem do Botafogo, que emitiu comunicado oficial lamentando a morte de Diego. "Ao Diego (Negão da Beth), nosso amigo que se foi, fica o nosso pesar e as nossas condolências à família. Esperamos que Deus o receba em um bom lugar e que tenha muita luz em seu caminho. Nenhum sangue será derramado em vão. Olhe por nós, onde estiver", postou a organizada em seu Facebook.

Vários amigos lamentaram na página de Diego no Facebook. Um deles estava com o torcedor até momento antes do ocorrido. "Logo no dia que o mano tava feliz... Enchendo o saco gastando... Dia ótimo ao lado dos irmãos e acontece uma fatalidade dessa Luto eterno aos manos... Sem mais", postou Raphael.

Reprodução/Facebook
Torcedor morto antes de clássico exaltava torcida do Corinthians - aliada do Botafogo

Trabalho na Copa 2014

Apesar das associações com a violência, Diego também mostrava um lado religioso em suas redes sociais. Morador de São Gonçalo, município da região metropolitana do Rio de Janeiro, ele exaltava sua ligação com Deus em eventos na região.

A ligação com torcida organizada, na visão de amigos, também não era algo negativo. Pessoas mais próximas contaram que Diego participava de ações sociais da Fúria Jovem com frequência.

O botafoguense ainda fazia parte de um time de futebol amador de São Gonçalo. 

Pelo lado profissional, Diego chegou a trabalhar com instalações elétricas e prestou serviço a uma empresa contratada pela organização da Copa do Mundo de 2014. Ele esteve no Mineirão realizando reparos e instalações de energia durante os jogos em Belo Horizonte.

Arquivo pessoal
Diego participou de campanha de doação de sangue no início de 2017

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos