Bandeira em homenagem a Marielle some no Engenhão; Fla atribui a segurança

Vinicius Castro*

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • André Melo Andrade/Eleven/Estadão Conteúdo

    A bandeira confeccionada pelos rubro-negros para a vereadora Marielle Franco

    A bandeira confeccionada pelos rubro-negros para a vereadora Marielle Franco

Um grupo de torcedores do Flamengo levou ao estádio Nilton Santos (Engenhão) uma bandeira em homenagem a Marielle Franco, vereadora assassinada na última semana. A parlamentar era torcedora do clube e foi lembrada pelos rubro-negros no Fla-Flu desta quinta-feira (22), válido pela semifinal da Taça Rio. Só que um tempo depois da entrada no estádio, o material simplesmente sumiu após ter sido retirado por um segurança privado.

A alegação foi a de que a bandeira estaria atrapalhando a visão dos torcedores presentes ao setor abaixo. Inicialmente, não mais apareceu. A informação apurada pela reportagem do UOL Esporte é a de que o Flamengo buscava os responsáveis pelo fato, já que não era o mandante do clássico. A operação da partida foi feita pela equipe do estádio Nilton Santos. O Rubro-negro desejava que a segurança privada desse explicações sobre o fato.

Alexandre Brum/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Bandeira do Flamengo em homenagem a Marielle Franco é retirada da arquibancada

Posteriormente, o Flamengo afirmou que a bandeira da torcida foi retirada por um segurança privado, sendo levada para a sala de segurança do estádio. Ainda segundo o clube, o material seria devolvido aos que o confeccionaram.

Entenda o caso

Os torcedores levaram a bandeira ao Engenhão para homenagear Marielle Franco e tiveram problemas para entrar. A diretoria do clube foi fundamental no processo. A Polícia Militar costuma estabelecer um número de bandeiras e faixas para as torcidas. O material da homenagem não havia sido citado na relação e gerou um impasse.

O Flamengo intercedeu. A bandeira entrou sob a responsabilidade do clube, mas fora do setor das torcidas organizadas. O material, inclusive, foi estendido com muitos aplausos até o inexplicável sumiço.

Vale lembrar que outras torcidas tentaram e não conseguiram homenagear a vereadora. Cruzeirenses e Gremistas foram barrados na rodada dos estaduais no último final de semana. Em Minas, a concessionária que administra o Mineirão alegou que a faixa com os dizeres "Marielle Presente" não havia sido aprovada previamente.

Em Porto Alegre, a homenagem da torcida tricolor gaúcha também foi retirada sem maiores explicações.

* Atualizada às 22h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos