Inter empata com Veranópolis em estreia marcada por briga na torcida

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Rodrigo Dourado comemora gol do Inter contra o Veranópolis

    Rodrigo Dourado comemora gol do Inter contra o Veranópolis

O Internacional estreou na temporada 2017 sem vencer. Neste domingo (29), o Colorado ficou no 1 a 1 com o Veranópolis, no estádio Antonio David Farina, pela primeira rodada do Gauchão. A partida ficou marcada por uma briga generalizada na torcida que fez o árbitro interromper o jogo no primeiro tempo. 

Foram 17 minutos de jogo parado. Tudo porque torcedores das organizadas Camisa 12 e Guarda Popular enfrentaram-se a socos, chutes e até arremesso de pedras, que vieram do lado de fora do pequeno estádio do VEC. Segundo o comando da Brigada Militar, 46 pessoas foram detidas. 
 
Em campo, o Colorado começou mal, recuperou-se um pouco no segundo tempo, mas não fez o suficiente para vencer o pentacolor da serra gaúcha. O empate deu um ponto a cada um graças aos gols de Rodrigo Dourado, para o Inter, e Keké, para o Veranópolis. 

Danilo Fernandes é o destaque do Inter, de novo

Entra ano, sai ano, e o destaque do Internacional é o mesmo. Danilo Fernandes. Não fosse o goleiro, o Colorado teria sofrido ao menos três gols, em chances que ele foi fundamental ao defender chutes de dentro e fora da área. 

Eduardo falha em gol do VEC

O zagueiro, que assume a titularidade do Inter neste ano, falhou no lance do gol do Veranópolis. Estava à frente do adversário, acabou sendo ultrapassado na corrida e viu Keké marcar. 

D'Alessandro volta com liderança

Ricardo Duarte/Internacional

Se não fez sua melhor partida tecnicamente, já que é somente o primeiro compromisso da temporada, D'Alessandro foi o que o Inter sentiu falta no ano passado: um líder. Gritou, orientou, tentou até conversar com os torcedores quando o jogo foi parado por causa da briga. Teve uma ou duas boas jogadas, mas assumiu o comando das ações do time, ao menos. 

Inter sofre no primeiro tempo

Apesar de ter a base do time do ano passado, o Inter mudou bastante. A forma de jogar adotada por Antonio Carlos Zago foi totalmente diferente dos antecessores. O Inter montou com duas linhas de quatro jogadores e dois atacantes. Porém pecou no posicionamento dos setores. Deu muito espaço entre a linha de meio e a de defesa. Por ali o VEC trabalhou livremente e obrigou Danilo Fernandes a ser protagonista no primeiro tempo. O goleiro salvou o time ao menos duas vezes. Enquanto isso, a principal premissa trabalhada durante a pré-temporada também ocasionou falhas. O ato de sair jogando curto, evitando lançamentos aos atacantes, resultou na perda de posse em locais perigosos e mais conclusões que pararam nas mãos do goleiro. 
 

Inter melhora, mas não o suficiente

O segundo tempo mostrou um time um pouco melhor postado. Dourado com mais liberdade, abriu o placar para o Inter na primeira vez que entrou na área rival. Mas o Veranópolis seguiu aproveitando-se dos espaços deixados entre as linhas do Inter. Empatou graças a uma falha de Eduardo. Keké marcou. E não fosse Danilo Fernandes teria virado o jogo. 
 

Setor ofensivo carente de criação

Enquanto isso, o sistema ofensivo mostrou-se carente de criatividade. Com D'Alessandro e Diego (substituído no final do primeiro tempo) abertos pelos flancos, a criação partiu dos pés de Fernando Bob e Rodrigo Dourado. Ambos, porém, não tem a parte ofensiva como principal característica. Uma jogada em que Dourado encontrou Diego e outra em que um cruzamento foi aparado pelo meia-atacante na trave foram as únicas chegadas nos primeiros 45 minutos. 
 

Briga com pedras nas arquibancadas para o jogo

Reprodução
 
A partida entre Veranópolis e Internacional seguia normalmente até os 18 minutos. Foi quando uma briga generalizada tomou conta das pequenas arquibancadas do estádio Antonio David Farina. Foram socos e chutes entre aficionados de organizada e não identificados do Colorado. Depois, munidos de pedras que vinham do lado de fora, agrediram-se durante 17 minutos. Mesmo com pedidos dos jogadores, a briga não parou. Até que a Brigada Militar conseguiu conter os até de violência e o jogo prosseguiu. 
 

Homenagem à Chapecoense e Fantasma da B

Na entrara no gramado para o primeiro jogo do Gauchão deste ano, os jogadores do Veranópolis prestaram homenagem à Chapecoense. Com uma bandeira do clube catarinense, mostraram sentimento por conta do acidente ocorrido no ano passado. Enquanto isso, a torcida tratou de 'tirar onda' do Internacional. O 'fantasma da Série B' foi pendurado em fios de luz próximo a uma das metas do estádio Antonio David Farina. Tudo para 'cornetar' a queda para segunda divisão nacional ocorrida com o Colorado. 
 
VERANÓPOLIS X INTERNACIONAL
 
Data: 29/01/2017 (Domingo)
Local: Antonio David Farina, em Veranópolis (RS)
Árbitro: Daniel Soder
Auxiliares: José Eduardo Calza e André da Silva Bittencourt
Cartões amarelos: Ceará (INT); Kayron (VEC), Reynaldo (VEC); 
Gols: Rodrigo Dourado, do Internacional, aos 2 minutos do segundo tempo; Keké, do Veranópolis, aos 6 minutos do segundo tempo; 
 
VERANÓPOLIS
Reynaldo; Vinicius, Zé Roberto, Jadson Silva, e Murilo; Jonathan Lima, Eduardinho, Mateus Santana, Athos (Favone) e Keké (Rafael Mineiro); Jean Carlos (Kayron).
Técnico: Tiago Nunes
 
INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Ceará, Eduardo, Ernando e Uendel; Rodrigo Dourado, Fernando Bob; D'Alessandro e Diego (Andrigo); Roberson e Aylon (Nico López). 
Técnico: Antonio Carlos Zago
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos