Topo

Gaúcho - 2019


Inter vence Juventude em jogo com briga e expulsões e sobe no Gauchão

Divulgação/Ricardo Duarte
Imagem: Divulgação/Ricardo Duarte

Do UOL, em Porto Alegre

2019-02-10T19:00:33

10/02/2019 19h00

O Internacional venceu a segunda partida seguida em 2019. Neste domingo (10), o time de Odair Hellmann ganhou partida contra o Juventude, em Caxias do Sul, por 2 a 1. O duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Gaúcho teve briga com socos e expulsões no primeiro tempo, mas foi decidida pelos gols de Nico López e Pedro Lucas - Dalberto descontou nos acréscimos da etapa final.

A vitória no estádio Alfredo Jaconi faz o Inter chegar aos 10 pontos e subir na tabela do Gauchão. Antes quinto colocado, agora o time é quarto e empatado em pontos com o terceiro na classificação do estadual - o Caxias.

Na próxima rodada, o Inter recebe o Caxias e o Juventude visita o Veranópolis. A partida no Beira-Rio acontece às 19h (Brasília) e o duelo na Serra começa às 18h.

Odair escala time com Pottker e Tréllez

A escalação do Internacional se mostrou bem ofensiva. Odair Hellmann escolheu Santiago Tréllez para o papel de centroavante e promoveu o retorno de William Pottker, de volta após fratura no nariz. O camisa 99 foi um dos melhores no jogo, mas o colombiano passou em branco de novo e pior: viu o jovem Pedro Lucas entrar e marcar.

Inter explora Nico López

Sem D'Alessandro, o Internacional viu aumentar sua dificuldade crônica ao longo de 2019. A falta de criatividade ofensiva acabou sendo compensada pela busca de Nico López. O uruguaio foi principal arma para deixar o time colorado mais perto do gol. Não à toa, foi dele o chute que abriu o placar. Um golaço de primeira após levantamento de Edenilson.

Juventude bate defesa do Inter

Moledo e Cuesta tiveram dificuldades para controlar o ataque do Juventude. Ao longo do primeiro tempo, Dalberto, Bruno Camilo e Braian Rodríguez levaram perigo. O ex-centroavante do Grêmio chegou a vencer disputa com os dois zagueiros, mas na hora de finalizar errou feio.

Pênalti não marcado

Na metade do primeiro tempo, o Juventude reclamou com razão da arbitragem. Braian Rodríguez foi acertado por Victor Cuesta, dentro da área. O centroavante recebeu clara pancada na perna direita, mas nada foi assinalado.

Confusão antes do intervalo

Reprodução/TV
Imagem: Reprodução/TV

A partida mudou depois de incidente aos 42 minutos do primeiro tempo. Pottker e Luiz Carlos Winck trocaram empurrões e houve confusão generalizada. No meio do bate-boca, Nico López desferiu e recebeu socos de Eltinho e Victor Sallinas. A arbitragem expulsou técnico e zagueiro do Juventude e também deu cartão vermelho ao camisa 7 do Internacional.

Neilton herda protagonismo

Se Nico López era a bola de segurança do Inter no primeiro tempo, na etapa final coube a Neilton desempenhar o papel. O camisa 17 teve duas boas chances para marcar, em chutes de fora da área, e brilhou ao fazer a jogada que terminou com finalização de Pedro Lucas.

Juventude marca nos acréscimos

Segundos após a placa indicar quatro minutos de acréscimos, o Juventude aproveitou escanteio cortado parcialmente para marcar. Eltinho cruzou rasteiro, a zaga do Inter falhou e Dalberto escorou para o fundo da rede.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 1 X 2 INTERNACIONAL

Data e hora: 10/02/2018 (domingo), às 17h (Brasília)
Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Público: 5.999 pessoas (6.515 pagantes)
Renda: R$ 243.240,00
Árbitro: Vinícius Amaral
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Gustavo Marin Schiero
Cartões amarelos: Cuesta (INT)
Cartões vermelhos: Victor Sallinas (JUV) e Nico López (INT)
Gols: Nico López, aos 18 minutos do primeiro tempo (INT); Pedro Lucas, aos 29 minutos do segundo tempo (INT); Dalberto, aos 46 minutos do segundo tempo (JUV)

JUVENTUDE: Marcelo Carné (Raul); Vidal, Genílson, Victor Sallinas e Eltinho; Rafael Jataí, Aprile, Breno (Douglas), Bruno Camilo e Dalberto; Braian Rodríguez
Técnico: Luiz Carlos Winck

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, William Pottker (Patrick), Nico López e Neilton (Guilherme Parede); Tréllez (Pedro Lucas)
Técnico: Odair Hellmann