Atlético e Olímpia já fizeram jogo pela Libertadores que acabou mais cedo

Bernardo Lacerda

Do UOL, em Vespasiano (MG)

  • Fernando Santos/Folha Imagem

    Ex-atacante Dadá Maravilha já fez gol pelo Atlético-MG sobre o Olímpia no Paraguai

    Ex-atacante Dadá Maravilha já fez gol pelo Atlético-MG sobre o Olímpia no Paraguai

Atlético-MG e Olímpia reviverão na final da Libertadores de 2013, que se inicia na próxima quarta-feira, em Assunção, um confronto histórico marcado por grande rivalidade, confusões e situações inusitadas. Os dois adversários já decidiram um título, se enfrentaram por essa competição que agora decidem e até fizeram jogos pouco importantes em termos de resultados, mas que sempre foram caracterizados pela rivalidade.

O primeiro confronto entre os dois clubes, pela Libertadores de 1972, não é de boas lembranças para o alvinegro mineiro. A partida ficou marcada por confusões entre os atletas. O Atlético acabou perdendo o jogo por falta de número mínimo de atletas em campo, já que Ronaldo, Grapete, Dario, Lola e Oldair foram expulsos.

  • Divulgação

    Ex-lateral esquerdo Oldair se envolveu em confusão em jogo pela Libertadores, em 1972, contra o Olimpia, quando o time atleticano teve cinco jogadores expulsos e o árbitro acabou a partida

O jogo estava empatado em 2 a 2, quando aos 39 minutos do segundo tempo, o Atlético teve Oldair, seu quinto jogador expulso. Com apenas cinco atletas em campo, o jogo foi interrompido pelo juiz chileno Lorenzo Cantillana e a Conmebol decidiu que o Olímpia foi o vencedor do duelo.

Os dois times haviam se enfrentado dias antes em Belo Horizonte, com empate sem gols. A campanha do time atleticano, que se classificou para a Libertadores por ter sido campeão brasileiro um ano antes, foi ruim, com apenas quatro pontos e somente uma vitória.

"Foi uma guerra, um jogo difícil, muita violência, confusão. A gente revidou, apanhamos, faz parte, aconteceu. Acho que entrou para a história pelo número de expulsões, poucas vezes isso aconteceu", comentou o ex-lateral esquerdo Oldair, um dos excluídos naquela partida.

O Atlético começou vencendo a partida, com dois gols no primeiro tempo, marcados por Ronaldo e Dadá Maravilha.  Porém, o Olímpia, que conseguiu descontar ainda na primeira etapa, chegou ao empate no segundo tempo, aproveitando a superioridade numérica.

Em 1992, os dois times disputaram a final da Conmebol e o Atlético levou a melhor, ficando com o título, seu primeiro na competição. Porém, o time mineiro não teve facilidade no confronto. O alvinegro venceu por 2 a 0, no Mineirão, com gols de Negrini, em jogo marcado por um dilúvio.

Na partida de volta, no Paraguai, o Atlético sofreu a sua única derrota para o Olímpia na história do confronto. A equipe foi derrotada por 1 a 0, mas conseguiu ficar com o título da Conmebol. Ao todo, os dois times se enfrentaram em seis oportunidades, com leve superioridade atleticana: duas vitórias, três empates e um triunfo dos paraguaios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos