Após atraso e com camisa da Argentina, Atl. Tucumán avança na Libertadores

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / JUAN CEVALLOS

O Atlético Tucumán-ARG, por erro de logística, quase foi eliminado por W.O. da Libertadores, na madrugada desta quarta-feira (08), ao atrasar em quase 1h30 o início do duelo contra o anfitrião El Nacional-EQU. Mas, com direito a mais uma dessas histórias inacreditáveis do torneio, foi a campo e venceu o rival por 1 a 0. Com o resultado, o time argentino, estreante em competições internacionais, avançou no continental. A ida, na Argentina, havia terminado empatada em 2 a 2. 

A partida para o Tucumán começou cerca de 5 horas antes de a bola rolar: o time escolheu fazer a preparação para o duelo em Guayaquil, cidade litorânea do Equador, a fim de minimizar os efeitos da altitude de 2,8 mil metros de Quito, onde o jogo foi realizado. Ocorre que a empresa aérea chilena contratada para fazer a viagem de Guayaquil a Quito não conseguiu liberação das autoridades locais para decolar e atrasou o voo em cerca de 3 horas. Resultado: os jogadores desembarcaram na capital só às 22h25, e o jogo estava marcado para as 22h15. 

A Conmebol e o El Nacional esticaram o prazo para a realização da partida (segundo o regulamento, a espera máxima é de 45 minutos. Na prática, foi de quase uma hora e meia), os times foram a campo e o Atlético Tucumán conseguiu o "milagre", bem ao estilo Libertadores: venceu por 1 a 0, com gol de Zampedri de cabeça, aos 19 minutos do segundo tempo. 

O jogo, além do atraso e da ameaça de W.O, ainda teve outras histórias pouco comuns: o translado da delegação do Atl. Tucumán do aeroporto ao Estádio Olímpico Athualpa se deu a toda velocidade, com o embaixador da Argentina no Equador dentro do ônibus e escolta policial. A equipe visitante, é claro, não teve tempo se aquecer para o duelo. Não teve nem uniforme para entrar em campo. Na esteira do erro de logística, o clube não conseguiu despachar o vestuário. Solução: usou as camisas, os shorts e os meiões da seleção argentina sub-20, que disputa torneio sul-americano da categoria em Quito. 

Após toda a dificuldade e a vitória, os jogadores do Tucumán, ainda no campo do adversário, comemoraram a classificação com a torcida, presente em bom número no Equador. 

O Atlético Tucumán já sabe quem será seu adversário na próxima fase do torneio: o Júnior Barranquilla, da Colômbia. A partida de ida será em 16 de fevereiro, na Colômbia, e a volta está marcada para o dia 23 do mesmo mês, na Argentina. O vencedor entrará no Grupo 5 da Libertadores, o do Palmeiras, que conta também com Peñarol-URU e Jorge Wilstermann-BOL. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos