Fla só pensa na Libertadores e nas armadilhas a três semanas da estreia

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    O técnico Zé Ricardo e a missão do retorno Rubro-negro à Copa Libertadores

    O técnico Zé Ricardo e a missão do retorno Rubro-negro à Copa Libertadores

A Copa Libertadores é a obsessão do Flamengo. Depois de perseguir e conquistar o direito de voltar à principal competição Sul-Americana, o Rubro-negro traça estratégias para construir uma campanha sólida. O sonho do bicampeonato está presente no dia a dia. Tudo, porém, é analisado com cautela a três semanas da estreia.

No dia 8 de março, o Flamengo recebe os argentinos do San Lorenzo. A já reformada Arena da Ilha será o palco do esperado duelo. O clube carioca está no Grupo 4 e também tem a Universidad Católica-CHI como mais um adversário definido. O último integrante da chave sairá do confronto entre Atlético-PR e Deportivo Capiatá-PAR.

Com vaga garantida nas semifinais da Taça Guanabara e dono de uma campanha sólida até o momento na temporada, o Flamengo tem tempo para se organizar. A preocupação está nas armadilhas da Libertadores. A catimba dos vizinhos sul-americanos e a arbitragem que deixa o jogo correr ligam o alerta no departamento de futebol rubro-negro.

"Temos um grupo bastante maduro para não cair nas armadilhas que o futebol possui. Esperamos estar muito melhores na estreia da Libertadores. As dificuldades não são apenas para o Flamengo. A Universidad Católica perdeu por 2 a 1 no Campeonato Chileno, um resultado que ninguém esperava. Todos estão em início de temporada, as condições são muito parecidas", afirmou o técnico Zé Ricardo.

"Precisamos saber dosar a equipe. Buscamos fazer isso com calma. Avaliamos a questão física jogo a jogo e fazemos ajustes. Tudo isso é para evitar desgaste no Campeonato Carioca e na Primeira Liga. O nosso objetivo é chegar na melhor forma possível em 8 de março", completou o comandante.

Falta pouco. O grupo rubro-negro está longe de ser simples. Pelo contrário, trata-se de um dos mais complicados da Copa Libertadores. Ainda assim, a confiança no trabalho realizado está presente no discurso. A preparação continua e a meta é alta, assim como a confiança do atacante Paolo Guerrero.

"Todos estão conscientes de que a Libertadores é um campeonato diferente. Todo mundo vai querer ganhar do Flamengo. Somos um dos favoritos. Um dos times grandes. Desejamos vencer a Libertadores, o objetivo é ser campeão. Todo mundo sabe como devemos jogar essa competição", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos