Neymar faz três e iguala recorde de Kaká em goleada do PSG na Champions

Do UOL, em São Paulo (SP)

Neymar, enfim, "estreou" na Liga dos Campeões. Disposto a apagar a impressão de apatia na derrota para o Liverpool por 3 a 2 na primeira rodada, o atacante brasileiro deu show ao marcar três vezes na vitória do Paris Saint-Germain por 6 a 1 sobre o Estrela Vermelha, nesta quarta-feira (3), no Parque dos Príncipes, na França, em duelo pelo Grupo C da competição europeia.

Neymar abriu o placar em cobrança de falta, aos 19 do primeiro tempo, e ampliou dois minutos depois, após tabelar com Mbappé pelo lado direito do ataque. Com 41 minutos de bola rolando, a goleada do PSG já estava construída, com os tentos de Cavani e Di María.

Na etapa final, Mbappé marcou o quinto, aos 24 minutos. Marin descontou para o Estrela Vermelha instantes depois. Aos 35, Neymar marcou outra vez de falta e chegou a 30 gols na Champions, igualando-se a Kaká como o maior artilheiro brasileiro no torneio.

O time de Paris chegou a três pontos, mas ocupa a terceira posição na chave, liderada pelo Napoli, que venceu o Liverpool em casa por 1 a 0 e chegou a quatro pontos. Os ingleses estão em segundo, também com três, superando o PSG nos critérios de desempate. Os sérvios somam apenas um ponto e ficam na lanterna.

A próxima rodada do Grupo C da Liga dos Campeões será em 24 de outubro, com PSG x Napoli e Liverpool x Estrela Vermelha.

O melhor: Neymar

Sem se intimidar com a forte marcação no primeiro tempo, o atacante brasileiro chamou a responsabilidade e destruiu a retranca rival na habilidade. Ele abriu o placar cobrando falta com perfeição no canto esquerdo de Borjan e marcou o segundo após tabela com Mbappé. Na segunda etapa, com o Estrela Vermelha entregue, Neymar teve a chance de anotar mais dois, mas parou no goleiro do time sérvio. Aos 35, cobrou outra falta indefensável e deixou o campo substituído por Draxler para ser ovacionado pela torcida.

Os piores: Degenek e Savic

Quando o meio de campo do Estrela Vermelha não conseguia barrar os avanços, a dupla de zaga ficava completamente perdida diante do ritmo ofensivo intenso do PSG. Degenek ainda levou uma caneta humilhante de Neymar dentro da área, no fim do primeiro tempo. Savic saiu no intervalo.

Novo visual, pancadas e recorde na Champions

REUTERS/Charles Platiau

Neymar chamou a atenção logo na chegada ao Parque dos Príncipes, ao aparecer com novo visual: cabelo raspado nas laterais e um topete platinado. Mas o camisa 10 do PSG foi mais do que uma imagem na partida desta quarta. Perseguido pela forte marcação dos sérvios, ele sofreu seis das dez faltas cometidas pelo Estrela Vermelha no primeiro tempo.

Ao marcar três vezes no confronto, Neymar se tornou o maior artilheiro brasileiro na história da Liga dos Campeões, com 30 gols em 49 jogos, empatado com o ex-meia Kaká.

Marquinhos fica no banco de reservas

Escalado como volante na vitória por 3 a 0 sobre o Nice, no último sábado (29), pelo Campeonato Francês, o zagueiro brasileiro Marquinhos ficou no banco de reservas na partida desta quarta. O técnico Thomas Tuchel utilizou Kimpembe ao lado de Thiago Silva como dupla de zaga. Diante do Estrela Vermelha, o PSG abriu mão do sistema com três zagueiros, que virou opção tática no Francês.

Afobado, Mbappé é último do quarteto a marcar

FRANCK FIFE / AFP

O quarteto ofensivo do Paris Saint-Germain infernizou o Estrela Vermelha com muitas jogadas de velocidade e marcou todos os gols do triunfo. Mbappé, porém, quase passou em branco. Ele deu assistência para o segundo gol de Neymar, mas mostrou afobação e falta de pontaria quando teve oportunidades de finalizar.

Cavani, na raça, ganhou da marcação na área e chutou de esquerda, e o desvio na defesa o ajudou a marcar o terceiro do PSG, aos 36 minutos. Aos 41, Di María completou cruzamento de Meunier. Mbappé, enfim, balançou a rede no segundo tempo, aos 24 minutos, em triangulação que envolveu Neymar e Bernat.

FICHA TÉCNICA:
PARIS SAINT-GERMAIN 6 x 1 ESTRELA VERMELHA

Local: Parque dos Príncipes, em Paris (FRA)
Data/Hora: 3 de outubro de 2018, às 13h55 (de Brasília)
Árbitro: Artur Dias (Portugal)
Assistentes: Rui Tavares e Paulo Soares (ambos de Portugal)
Cartões amarelos: Stojkovic e Pavkov (Estrela Vermelha)
Cartões vermelhos: 
Gols: Neymar, aos 19 e 21 minutos do primeiro tempo; Cavani, aos 36 do primeiro tempo; Di María, aos 41 do primeiro tempo; Mbappé, aos 24 do segundo tempo; Marin, aos 28 do segundo tempo; Neymar, aos 35 do segundo tempo.

PARIS SAINT-GERMAIN: Areola; Meunier, Thiago Silva (Kehrer), Kimpembe e Bernat; Verratti  e Rabiot; Di María, Mbappé (Choupo-Moting), Neymar (Draxler) e Cavani.
Técnico: Thomas Tuchel.

ESTRELA VERMELHA: Borjan; Stojkovic, Savic (Babic), Degenek e Rodic; Jovicic, Krsticic, Marin, Causic e Simic (Pavkov); Ben Nabouhane (Ebecilio).
Técnico: Vladan Milojevic.

UOL Cursos Online

Todos os cursos