Liverpool perde na Sérvia e embola grupo do PSG na Liga dos Campeões

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Andrej ISAKOVIC / AFP

    Jogadores do Estrela Vermelha comemoram gol sobre o Liverpool

    Jogadores do Estrela Vermelha comemoram gol sobre o Liverpool

Com dois gols do atacante Pavkov no primeiro tempo, o Estrela Vermelha surpreendeu o Liverpool e venceu por 2 a 0, nesta terça-feira (6), em Belgrado, pela Liga dos Campeões, embolando o cenário do Grupo C na briga por duas vagas nas oitavas de final da competição europeia.

A equipe inglesa tinha a chance de se manter na liderança, mas estacionou nos seis pontos e foi ultrapassada pelo Napoli nos critérios de desempate. Os italianos empataram com o Paris Saint-Germain por 1 a 1, também nesta terça, no Estádio San Paolo.

Antes candidatos a saco de pancadas do grupo, já que havia tomado duas goleadas - 6 a 1 para o PSG e 4 a 0 para o próprio Liverpool -, os sérvios chegaram a quatro pontos e reagiram, almejando chegar às oitavas ou à terceira posição da chave, que os colocariam na fase final da Liga Europa.

Na próxima rodada da Champions, no dia 28 de novembro, o Liverpool fará clássico com o PSG no Parque dos Príncipes, valer a sobrevivência de ambos na fase de grupos. Já o Estrela Vermelha visitará o Napoli.

Melhor em campo, grandalhão sérvio decide em 7 minutos

Andrej ISAKOVIC / AFP

Com 24 anos e 1,93m de altura, o atacante Milan Pavkov precisou de apenas sete minutos para decidir a partida em Belgrado. Com força física e muita disposição, ele sobrou diante da dupla de zaga do Liverpool, formada por Matip e Van Dijk. No primeiro gol, aos 21 do primeiro tempo, o atacante do Estrela Vermelha subiu sozinho e escorou de cabeça o escanteio cobrado por Marin. Aos 28, Pavkov chutou de fora da área para anotar o segundo, e o goleiro brasileiro Alisson não alcançou.

Pior em campo, Sturridge erra com gol vazio e é sacado

Aposta de Jurgen Klopp para a partida, Sturridge deixou Roberto Firmino no banco, mas não fez valer a aposta do treinador do Liverpool. Com o placar ainda zerado, aos 16 minutos, ele pegou uma sobra na pequena área e teve o gol escancarado para marcar, mas chutou para fora. Além da falha grotesca, o camisa 15 quebrou o ritmo de alguns ataques, segurando demais a bola. No intervalo, Sturridge ficou no vestiário para a entrada de Firmino.

Lallana, outra aposta de Klopp, resume ineficiência do Liverpool

Lallana também merece menção honrosa entre os piores em campo. Substituto de Shaqiri, que não viajou à Sérvia por questões diplomáticas devido à origem albanesa, o camisa 20 do Liverpool não trouxe efetividade ao ataque e ainda cometeu uma falta desnecessária em Marin no primeiro tempo, levando cartão amarelo. Aos 33 minutos da etapa final, o meia deixou o campo para a entrada do atacante Origi.

Apático, Liverpool erra pontaria e toma pressão no primeiro tempo

Escalado para esta partida com Salah, Mané e Sturridge, o poderoso ataque do Liverpool foi um fiasco no primeiro tempo. Foram nove finalizações, mas nenhuma em direção ao gol. Mesmo com mais posse de bola (54% a 46%), o time inglês estava desatento nos passes e na criação ofensiva. Quando atacado, a defesa passou sufoco diante da pressão do Estrela Vermelha, impulsionado por sua torcida, que acertou quatro dos oito chutes tentados na direção da meta de Alisson.

Posicionamento de Alisson levanta dúvida em gol. Falhou?

REUTERS/Marko Djurica

Nas redes sociais, a reação foi quase unânime: Alisson teria falhado no segundo gol do Estrela Vermelha. O goleiro titular da seleção brasileira estava, sim, adiantado e mal posicionado quando Pavkov abriu espaço e chutou cruzado de fora da área para marcar o segundo gol do Estrela Vermelha. A impressão é que, mais próximo da meta, ele teria condições mais favoráveis para espalmar a bola.

Klopp coloca time no ataque, mas não consegue reagir

Para o segundo tempo, o técnico Liverpool trocou Sturridge por Roberto Firmino, além de Alexander-Arnold por Gomez na lateral direita. Em vantagem, o Estrela Vermelha se fechou na defesa, neutralizou a maior parte das ações ofensivas e ainda poderia ter ampliado logo no primeiro minuto, em pênalti não marcado após Milner bloquear chute de Marin com a mão dentro da área. As melhores oportunidades criadas pelos ingleses foram com Salah: chute na trave, aos 25 minutos, e tentativa que parou no goleiro Borjan, aos 48.

Confusão e protesto antes do jogo

Reuters/Paul Childs

O pré-jogo em Belgrado teve momentos de tensão, com um princípio de confusão entre torcedores do Estrela Vermelha e a polícia em um setor do estádio, mas não houve divulgação de informações sofre feridos ou detidos até o apito final. Chamou a atenção também uma faixa da torcida sérvia posicionada em frente à faixa central do campo, com a frase "Stop Violence Against Women" ("Parem com a Violência contra a Mulher", em português).

FICHA TÉCNICA:
ESTRELA VERMELHA 2 X 0 LIVERPOOL

Local: Stadion Rajko Mitic, em Belgrado (Sérvia)
Data/Hora: 6 de novembro de 2018, às 15h55 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Mateu Lahoz (Espanha)
Assistentes: Pau Cebrián Devís e Roberto del Palomar (ambos da Espanha)
Cartões amarelos: Marin (Estrela Vermelha); Lallana (Liverpool)
Gols: Pavkov, aos 21 e 28 minutos do primeiro tempo.

ESTRELA VERMELHA: Borjan; Savic, Rodic, Degenek e Stojkovic (Gobeljic); Marin (Causic), Krsticic (Jovicic) e Jovancic; Srnic, Ben Nabouhane e Pavkov.
Técnico: Vladan Milojevic.

LIVERPOOL: Alisson; Alexander-Arnold (Gomez), Matip, Van Dijk e Robertson; Milner, Wijnaldum e Lallana (Origi); Mané, Salah e Sturridge (Roberto Firmino).
Técnico: Jurgen Klopp.

UOL Cursos Online

Todos os cursos