Topo

Esporte


Sem Neymar, PSG tira invencibilidade do United e abre vantagem na Champions

Do UOL, em São Paulo

12/02/2019 19h57

O Manchester United não havia perdido desde que Ole Gunnar Solskjaer assumiu o time. No entanto, nesta terça-feira (12), o time inglês recebeu o Paris Saint-Germain e viu o fim de sua série invicta com o treinador. Pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa 2018/2019, o PSG - sem o lesionado Neymar - levou a melhor, venceu por 2 a 0 e deu um grande passo no confronto direito.

Agora, passado o confronto em Old Trafford, os dois times voltam a se enfrentar no Parc des Princes para definir a classificação para as quartas de final. O jogo de volta acontece em 6 de março, às 17h (horário de Brasília).

Melhor em campo, Angel di María brilhou (e provocou)

Ao longo do primeiro tempo, o argentino soube suportar as pancadas de Ashley Young e as vaias e as provocações da torcida. No segundo, foi recompensado: cobrou o escanteio para o gol do zagueiro Presnel Kimpembe, devolvendo a provocação aos torcedores na comemoração, e cruzou para Kylian Mbappé fazer o segundo. Vaiado de novo ao ser substituído, preferiu retribuir com discretos aplausos.

Caçado pela torcida, argentino foi decisivo nas jogadas dos dois gols do PSG - Phil Noble/Reuters
Caçado pela torcida, argentino foi decisivo nas jogadas dos dois gols do PSG
Imagem: Phil Noble/Reuters

Pior em campo, Ashley Young só apareceu na força

Ao longo do primeiro tempo, o camisa 18 teve uma atuação bem ruim: não conseguiu evitar as chegadas do ataque do PSG pela esquerda do ataque e ainda ficou marcado pelo "encontrão" em Angel di María, que poderia ter lhe valido prematuramente um segundo cartão amarelo. No segundo tempo, ainda vacilou na marcação do próprio Di María, que cruzou para Kylian Mbappé fazer 2 a 0.

Embalado, Solskjaer vê série invicta ir embora

O jogo diante do PSG foi o 12º segundo de Ole Gunnar Solskjaer à frente do Manchester United desde que assumiu - ainda que interinamente até o fim da temporada - na vaga do demitido José Mourinho. Em campo, o ex-jogador do próprio United defendia um retrospecto invejável: nos 11 jogos anteriores, venceu dez e empatou um. Só que tudo deu errado: com 15 min em alta velocidade no segundo tempo, o PSG derrubou a invencibilidade do norueguês.

Primeiro tempo: mais pancadas do que chances

O jogo na Inglaterra começou com oportunidades, mas também com pancadas. Entre as oportunidades, Angel di María assustou em chute da entrada da área aos 5 min, mandando pela esquerda do goleiro David de Gea, enquanto Paul Pogba respondeu aos 15 min, invadindo pela direita e parando na bela defesa de Gianluigi Buffon. Entre as pancadas, quatro jogadores tomaram cartões amarelos antes dos 30 min do primeiro tempo: Kimpembe e Julian Draxler no PSG, Paul Pogba e Ashley Young no Manchester United.

Jogo teve quatro cartões amarelos nos 30 primeiros minutos - Paul Ellis/AFP
Jogo teve quatro cartões amarelos nos 30 primeiros minutos
Imagem: Paul Ellis/AFP

O time francês era melhor naquele momento do jogo e quase fez 1 a 0 aos 27 min: após receber de Julian Draxler em posição duvidosa, Kylian Mbappé invadiu a área e bateu na saída de De Gea, mandando para fora. Mais tarde, aos 36 min, Angel di María recebeu em condição irregular, driblou De Gea e bateu para o gol, mas parou na recuperação do goleiro - e no bandeirinha, que assinalava impedimento. O argentino do PSG ainda levou um encontrão de Ashley Young aos 39 min e foi parar do lado de fora do campo.

Segundo tempo: PSG sufoca, cresce e decide

O PSG começou o segundo tempo ainda mais perigoso. Aos 7 min, Dani Alves cruzou pela direita e Kylian Mbappé só não marcou de cabeça porque David de Gea caiu certinho no canto para mandar para escanteio. Porém, na cobrança de Di María pela direita, Presnel Kimpembe apareceu na pequena área e escorou para as redes. De quebra, aos 10 min, Dani Alves aproveitou um rebote na entrada da área e bateu para o gol - Paul Pogba desviou e evitou o que seria o segundo gol.

Presnel Kimpembe aproveitou escanteio e abriu o placar para o PSG - Franck Fife/AFP
Presnel Kimpembe aproveitou escanteio e abriu o placar para o PSG
Imagem: Franck Fife/AFP

Pouco tempo depois, veio o segundo gol: aos 15 min, Di María recebeu na esquerda, disparou na direção da área e cruzou rasteiro para Kylian Mbappé, que escorou para as redes. Ao United, restou se segurar lá atrás e buscar alguma ofensiva no ataque. Aos 36 min, Ander Herrera arriscou colocado da entrada da área e mandou com perigo. Só que a situação ainda pioraria para o time inglês, que continuou batendo e perdeu Paul Pogba, expulso no fim.

'Invenção' de Tuchel, Daniel Alves não decepciona

Sem poder contar com Neymar, o técnico Thomas Tuchel resolveu apostar nas habilidades de Dani Alves no apoio ao ataque, escalando o lateral como um atacante - o brasileiro começou jogando ao lado de Angel di María e Julian Draxler, com Kylian Mbappé à frente. Pouco utilizado na primeira etapa pelo PSG, que atacava com Di María pela esquerda, o brasileiro só assustou em uma cobrança de falta nos acréscimos. Em compensação, no começo do segundo tempo, o camisa 13 se mostrou perigoso tanto para criar jogadas quanto para bater para o gol.

Minuto de silêncio por Sala e Banks

A Uefa havia anunciado que os jogos das oitavas de final da Liga dos Campeões seriam precedidos de um minuto de silêncio em homenagem a Emiliano Sala, atacante argentino que havia trocado o Nantes pelo Cardiff City e que morreu na queda de um avião sobre o Canal da Mancha em 21 de janeiro. No entanto, as homenagens desta terça-feira também foram atribuídas a Gordon Banks, ex-goleiro da seleção inglesa, cujo falecimento foi anunciado horas antes do pontapé inicial.

Neymar torce ao lado de amigos

Neymar foi uma das baixas do PSG para a partida. E enquanto se recupera da fratura no quinto metatarso do pé direito, o camisa 10 aproveitou para torcer pela equipe: ao lado de amigos, postou nas redes sociais uma imagem na qual incentivava os franceses.

FICHA TÉCNICA
MANCHESTER UNITED 0 X 2 PARIS SAINT-GERMAIN

Data:  12 de fevereiro de 2019 (terça-feira)
Hora: 18h (horário de Brasília)
Local: Old Trafford, em Manchester (ING)
Árbitro: Daniele Orsato (ITA)
Assistentes: Fabiano Preti (ITA) e Alessandro Costanzo (ITA)
Gols: Presnel Kimpembe, aos 8 min do 2º T (PSG); Kylian Mbappé, aos 15 min do 2º T (PSG)
Cartões amarelos: Paul Pogba, Ashley Young, Victor Lindelof, Ander Herrera e Luke Shaw (MUN); Presnel Kimpembe, Julian Draxler, Juan Bernat e Dani Alves (PSG)
Cartões vermelhos: Paul Pogba (MUN)

MANCHESTER UNITED: David de Gea; Ashley Young, Eric Bailly, Victor Lindelof e Luke Shaw; Ander Herrera e Nemanja Matic; Jesse Lingard (Alexis Sánchez), Paul Pogba e Anthony Martial (Juan Mata); Marcus Rashford (Romelu Lukaku)
Técnico: Ole Gunnar Solskjaer

PARIS SAINT-GERMAIN: Gianluigi Buffon; Thilo Kehrer, Thiago Silva, Presnel Kimpembe e Juan Bernat; Marquinhos e Marco Verrati (Leandro Paredes); Angel di María (Colin Dagba), Julian Draxler e Dani Alves; Kylian Mbappé
Técnico: Thomas Tuchel

Mais Esporte