Fim da era Deivid. Treinador não resiste à pressão e é demitido do Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Cruzeiro foi o primeiro time de Deivid como técnico profissional

    Cruzeiro foi o primeiro time de Deivid como técnico profissional

Durou menos de cinco meses o primeiro trabalho de Deivid como treinador profissional do Cruzeiro. O recado já havia sido dado na última semana pelo vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin. A derrota na primeira semifinal para o América e o empate na Copa do Brasil não foram bem digeridos pela diretoria, que cobrou a obrigação de avançar à final do estadual. Como isso também não aconteceu neste domingo, a desclassificação veio acompanhada da demissão neste domingo, e Deivid não está mais no comando celeste. A informação foi confirmada pela diretoria de comunicação do clube. Na tarde desta segunda-feira, às 14h, o treinador estará na Toca da Raposa para conceder sua última entrevista coletiva antes de se despedir do grupo.

Apesar do carisma e apoio que teve dos jogadores, essenciais para que Deivid fosse efetivado no cargo, o desempenho do Cruzeiro poucas vezes foi convincente neste início de ano. O treinador chegou à fase mata-mata do Mineiro na liderança e sem nenhuma derrota, tendo inclusive superado o rival Atlético-MG dentro do Independência. Até ser eliminado para o América, o único revés da equipe no ano havia acontecido na Primeira Liga, para o Fluminense. Mesmo assim, Deivid nunca caiu nas graças da torcida, e era cobrado principalmente pela falta de padrão de jogo e por um rendimento aquém do esperado, embora os números fossem positivos.

Após o empate contra o time reserva do Campinense, na estreia da Copa do Brasil, diretoria, membros da comissão técnica e jogadores fizeram uma reunião e o principal ponto foi a mudança de postura e melhores resultados. Porém, o time voltou a campo neste domingo e não conseguiu passar pelo América, e vai ficar de fora da finalíssima pelo segundo ano consecutivo, algo que não acontecia desde a década de 60.

A partir de agora, o Cruzeiro passa a procurar por um novo comandante que já terá como primeira tarefa fazer o dever de casa e avançar para a próxima fase da Copa do Brasil, no próximo dia 4, no Mineirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos