Carille vê Arana como ponto alto e Rodriguinho afetado por questão física

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

O lateral Guilherme Arana foi novamente um dos melhores em campo, enquanto Rodriguinho, mesmo sem brilhar, anotou o gol da vitória e da classificação do Corinthians na tarde deste domingo, em Itaquera. Diante do Botafogo-SP, a vitória de 1 a 0 foi suficiente para a vaga, celebrada por Fábio Carille com comentários sobre os dois atletas. 

"O Arana vem jogando muito, muito mesmo. Estou muito satisfeito com o que esse jogador apresenta em campo. Quando ele voltou da seleção sub-20 (em fevereiro), eu conversei com ele e falei 'você é titular do Corinthians, assume a vaga, a não ser que não esteja bem. Você era o reserva imediato e você vai ser titular'. Ele pegou a camisa e está jogando muito. Tanto no setor defensivo como no ofensivo", comentou o treinador. 

"O Rodriguinho na minha opinião foi o melhor jogador do segundo semestre do ano passado. Assumiu a responsabilidade, estava fazendo gols e armando a equipe. Esse ano, ele vem sofrendo um pouquinho porque não tem sequência de treinamentos. Ele sabe entrar na área no momento certo, finaliza muito bem e tomara que pare de sentir dores, treine mais para poder entrar em campo em condições melhores", disse Carille. 

Com a vaga na semifinal, ele dividiu responsabilidades. A equipe de Carille pode cruzar com Ponte ou São Paulo na próxima fase. "O São Paulo (se for o rival) é clássico, sabemos quanto é grande esse jogo se acontecer. Se a Ponte chegar, é forte no interior, todos com a mesma chance de título. Não entrei no clássico (com palmeirenses) com essa história de 'o Palmeiras é melhor'. Eu dividi responsabilidade naquele momento e divido agora. São 25% de chances de título para quem chegar entre os quatro", afirmou. 

"Vocês (jornalistas) não têm mais direito de criticar a gente em momento nenhum do Paulista (risos). Colocaram a gente como quarta força e estamos entre os quatro. Vamos buscar mais, com certeza. Todos estão buscando seu melhor momento, Jô está melhorando a questão física, o Jadson ficando em campo em condição melhor. É igual, antes do Palmeiras eu disse que não tem favoritismo, é igual. Tem responsabilidade para nós pela camisa, pelas atuações que tivemos e fazem a gente chegar na semifinal", enfatizou Carille. 

Veja mais declarações de Fábio Carille:

DESGASTE DO GRUPO
Nesse mês, nos jogos decisivos, só vamos tirar (algum jogador) se for por ordem do departamento médico.

SEQUÊNCIA VAI SER PESADA
Daqui pra frente pedreira, e o que ficou pra trás também. Em jogos pequenos, clássicos, a gente não teve moleza. A equipe vai entendendo cada vez mais o posicionamento. O Botafogo era franco-atirador, hoje a responsabilidade era toda nossa e falei que tínhamos que assumir, trazer pra nós, fazer um bom jogo para merecer passar para a semifinal. O time ficou acelerado demais nos passes pra frente, poderia ter controlado mais. 

PS.: Corinthians tem o Internacional nos dois próximos meios de semana e semifinais do Paulista nos fins de semana que virão. 

ERROS DE PASSE
Sei que foi alto (número erros de passe), e quando a gente melhorar na parte técnica o time vai melhorar. Estava acelerado na hora do passe, então é com trabalho, com vídeos, para crescer na parte técnica e ficar mais forte. 

MARQUINHOS GABRIEL DE VOLTA
Ele está Igual aos outros, temos o entendimento igual, está participando de tudo normalmente, como Giovanni, como Guilherme, o time está sempre aberto para brigar por titularidade. Eles trabalham forte e confio neles, porque já mostraram em times anteriores. Estão todos integrados, vamos dar oportunidade para que todos façam o melhor.

MARQUINHOS, GIOVANNI E GUILHERME ENTRARAM RÁPIDO
No ano passado aceleramos muito o processo para eles virem à equipe. Normalmente, sempre deixamos os jogadores se adaptarem o clube, mas tivemos que acelerar pela saída de 20 jogadores. O Paulinho chegou e ficou no banco, O Castán foi reserva no primeiro ano. Pelas circunstâncias tivemos que acelerar isso. Agora eles conhecem cada vez mais o clube, sabem como a torcida gosta que se comporte dentro de campo e sabem o que fazer no Paulista.

NÃO MUDARÁ A LINHA DA EQUIPE
O clima melhorou muito depois do jogo do Palmeiras. A torcida comprou a ideia e depois compareceu com bom público. Sei que temos que provar a cada dia. Eu trabalho, vou tranquilo para casa, esse é meu dia a dia. Assim que penso e vou continuar trabalhando. Respeito todas opiniões, mas sigo as minhas convicções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos