Brasil

CBF cobra Fifa e pede cópia de conversas entre árbitro e cabine do VAR

Buda Mendes/Getty Images
Neymar e Miranda reclamam com a arbitragem após o gol da Suíça na estreia brasileira Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone

Do UOL, em Sochi (Rússia)

18/06/2018 16h48

Após quase 24 horas de indignação e cobranças em entrevistas, a CBF enviou uma carta à Fifa cobrando explicações sobre o que classifica como não utilização do árbitro de vídeo (VAR) nos lances polêmicos do jogo do último domingo, contra a Suíça, na estreia na Copa do Mundo.

Brasil pega Costa Rica às 9h desta sexta; veja a tabela
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
Neymar S/A: a engrenagem por trás do camisa 10

No documento, divulgado em seu site, a confederação brasileira solicita a cópia das conversas entre o árbitro no campo, em Rostov, e os responsáveis pelo VAR, em Moscou.

“Respeitosamente, a CBF solicita receber as gravações de vídeo e áudio do VAR, tudo para verificar o que realmente aconteceu”, diz o trecho da carta assinada pelo chefe de delegação da seleção na Rússia e CEO da CBF, Rogério Caboclo.

Inicialmente, o técnico Tite não quis expandir a discussão sobre arbitragem, principalmente com os jogadores. A entidade, entretanto, quer saber mais sobre o ocorrido com a equipe de arbitragem liderada pelo mexicano Cesar Ramos. 

O ponto central da reclamação é que, para a CBF, não houve consulta ao árbitro de vídeo em dois lances capitais - possível falta de Zuber em Miranda no gol da Suíça e possível pênalti em Gabriel Jesus. A cúpula da seleção brasileira entende que as jogadas, duvidosas, mereciam uma consulta ao VAR. O lance do gol suíço, em especial, é interpretado como duvidoso pelos líderes da seleção. 

Uma das dúvidas é sobre como o árbitro principal teria recebido comunicação de que ambos os lances não tinham nenhuma infração. À beira do gramado no momento das jogadas, a comissão técnica brasileira foi avisada que as jogadas estavam sob verificação. 

Como o UOL Esporte mostrou mais cedo, a participação da arbitragem foi aprovada pela Fifa no jogo do Brasil. Membros da entidade ainda informaram que Cesar Ramos e a equipe de vídeo se comunicaram sobre os dois lances, e nenhuma irregularidade foi constatada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo