Argentina

Agüero e Sampaoli se acertam após desentendimento em derrota para a Croácia

EFE/EPA/VASSIL DONEV
Agüero foi substituído no segundo tempo por Higuain Imagem: EFE/EPA/VASSIL DONEV

Marcel Rizzo

Do UOL, em Moscou (Rússia)

22/06/2018 14h46

A Argentina ainda junta os cacos após a derrota de 3 a 0 para a Croácia. A sexta-feira (22) pós-derrota foi de silêncio no centro de treinamento em Bronnitsy, cidade próxima a Moscou onde está a base dos argentinos, mas alguns passos foram dados na tentativa de olhar para a frente. Um deles foi o acerto entre o técnico Jorge Sampaoli e o atacante Sergio Agüero, que tiveram uma rusga via imprensa após o jogo em Nizhny Novgorod.

Sampaoli disse, na coletiva, que avaliava que seus jogadores não entenderam o plano para o jogo diante dos croatas, mas na saída do vestiário um jornalista disse a Agüero que o treinador havia dito que os atletas não entenderam seu projeto em toda a campanha. "Ele fala o que quiser", emendou Agüero, substituído por Higuain durante a partida.

Ainda a caminho do aeroporto, que levaria o time de volta a Bronnitsy, Sampaoli explicou que falou daquele jogo especificamente, Agüero contou que havia entendido mal, e ali acertaram as contas. A chegada ao CT, porém, foi com todos quietos, chamando a atenção de funcionários do local. Os jogadores ainda jantaram, mesmo de madrugada, mas o técnico Sampaoli preferiu se isolar, segundo informação do jornal La Nación.

Pela manhã, a comissão técnica decidiu antecipar o horário do treino, fechado para os jornalistas, das 18h para as 16h20. Tudo para que todos pudessem ver o jogo entre Nigéria e Islândia, importante para saber como a situação argentina ficaria. No final os nigerianos venceram por 2 a 0, ótimo resultado para a Argentina, que pode se classificar apenas vencendo os africanos na terça (26).

Antes, porém, quando a tensão ainda era a regra poucas falaram também no almoço. O clima sem saber o resultado de Nigéria e Islândia era de desolação e de praticamente eliminados. Ambiente bem diferente, aliás, do que o desenhado por alguns veículos argentinos, que chegaram a cogitar o pedido de atletas para Sampaoli saísse já.

A AFA (Associação de Futebol da Argentina) soltou uma nota negando a informação de que o ex-jogador Jorge Burruchaga, que faz parte da diretoria de seleções da entidade, assumiria no lugar de Sampaoli, em movimento semelhante ao feito pela Espanha com Hierro pouco antes da Copa.

Para o campo foram somente aqueles que não jogaram contra a Croácia, enquanto os titulares trabalharam na academia, programação normal do dia seguinte após os jogos. A vitória nigeriana, provavelmente, animou a delegação, mas é certo que Sampaoli ainda terá que fazer alguma mudança tática, técnica ou de estratégia motivacional para que os atletas entrem novamente em ritmo de Copa do Mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Argentina

Topo