Copa 2018

Após fim de jogo, suecos e alemães trocam empurrões em campo

Hannah McKay/Reuters
Técnico da Suécia, Janne Andersson discute com Oliver Bierhoff após derrota para a Alemanha Imagem: Hannah McKay/Reuters

Do UOL, em São Paulo

23/06/2018 17h07

Jogadores e membros da comissão técnica da Suécia não reagiram bem à derrota sofrida para a Alemanha, por 2 a 1, graças a um gol aos 50 minutos do segundo tempo. Encerrada a partida, um grupo de suecos, liderado pelo técnico Janne  Andersson, se desentendeu com um integrante da comissão técnica alemã.

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

A discussão foi flagrada pela transmissão oficial, que mostrou jogadores reservas da Suécia debatendo com os alemães, enquanto o japonês Ryuji Sato, quarto árbitro, tentava esfriar os ânimos.

Janne Andersson culpou os jogadores da Alemanha pela confusão. O treinador afirmou que os adversários provocaram o banco sueco após o gol de Toni Kroos, anotado nos acréscimos do confronto.

"Alguns dos alemães celebraram correndo na nossa direção e fazendo gestos. Isso me deixou bastante chateado. Tinha bastante gente no nosso banco que estava assim. Lutamos por 90 minutos para manter o resultado", disse o técnico.

Apesar da reclamação dos suecos, Joachim Low, técnico da Alemanha, negou qualquer gesto em direção ao banco de reservas do rival.

"Eu fiz gestos? Eu não vi nada disso. Depois do resultado, estávamos concentrados em outras coisas. Meus assistentes estavam ali, a gente se abraçou. Estávamos muito empolgados e não vi nada de gestos de ninguém", disse Low.

Suecos reclamam da arbitragem

Francois Lenoir/Reuters
Suecos reclamaram de pênalti de Boateng em Berg no primeiro tempo Imagem: Francois Lenoir/Reuters

A Suécia teve tudo para conseguir ao menos um empate, que deixaria a Alemanha sem depender só de si para ir às oitavas de final. Os suecos saíram na frente, viram a Alemanha perder Boateng, expulso, mas levaram a virada com um gol aos 50 minutos do segundo tempo, em falta batida pro Kroos.

Os suecos ficaram descontentes com a arbitragem por causa de um lance ainda no primeiro tempo, em que pediram pênalti de Boateng em cima de Berg. Aparentemente, o árbitro nem solicitou o VAR para checar se houve falta. O fato de o árbitro não ter consultado as imagens para rever o lance irritou Janne Andersson.

"Não vi [o lance] pela TV. Eu posso dizer pelo o que as pessoas estão me dizendo. Ele [árbitro] se sentiu tão seguro para nem olhar a TV, mas se tem o sistema, por que ele não conferiu? Não quero fazer uma crítica dura antes de ver o vídeo, mas posso confiar nos meus jogadores que disseram que foi pênalti", acrescentou o treinador sueco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo