Copa 2018

Rússia x Uruguai: jogo por liderança do grupo antecede pedreira nas oitavas

MLADEN ANTONOV/AFP
Embalados por saldo de gols, russos devem impor forte jogo físico aos uruguais Imagem: MLADEN ANTONOV/AFP

Do UOL, em São Paulo

24/06/2018 21h00

Uruguai e Rússia se enfrentam nesta segunda-feira em Samara, a partir das 11h (horário de Brasília), com duas certezas. A primeira: o jogo pela terceira rodada do Grupo A dará ao vencedor a liderança da chave – o empate favorece aos russos, que têm melhor saldo. A segunda: deve vir chumbo grosso para ambas já nas oitavas de final.

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Já classificadas para a próxima fase, as duas seleções enfrentarão as equipes que passarem pelo Grupo B. Após duas rodadas, Espanha e Portugal lideram a chave com quatro pontos cada, à frente de Irã (três pontos) e Marrocos (sem pontuar, já sem chances).

Na terça-feira, Portugal e Irã se enfrentam em Saransk, enquanto os espanhóis medem forças com os marroquinos em Kaliningrado. Desta forma, portugueses e espanhóis entrarão em campo buscando vencer - de preferência com um forte saldo de gols em busca da liderança.

E essa briga interessa diretamente a Rússia e Uruguai. Antes dos duelos das oitavas de final, com a certeza de que uma das duas seleções classificadas no Grupo A enfrentará Portugal ou Espanha, as equipes medem forças entre si para saber o que realmente poderão almejar na Copa de 2018.

Classificada às oitavas de final pela primeira vez desde o desmembramento da União Soviética, a Rússia superou as desconfianças pré-Copa com duas vitórias: 5 a 0 sobre a Arábia Saudita e Egito. Dona do melhor ataque do torneio até (oito gols, empatando com Bélgica e Inglaterra), a equipe da casa terá o desafio de mostrar uma defesa sólida para frear nomes como Edinson Cavani e Luis Suárez.

“O Uruguai é um time perigoso, tem bons atacantes", afirmou o meia Aleksei Miranchuk, de acordo com a agência de notícias RIA. "Mas não seremos afastados do nosso estilo de jogo”, completou.

O Uruguai, por sua vez, terá um teste importante para mostrar se pode fazer frente às principais equipes do torneio. Para a partida, o time do técnico Óscar Tabárez terá pelo menos uma novidade assegurada: a saída do zagueiro José María Gimenez, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Egito, que sofreu uma lesão na coxa.

“Diante da Rússia, queremos ver a intensidade. Melhorar, ter outro jogo, melhorar o que mostramos para terminar em primeiro lugar”, disse o experiente lateral direito Maxi Pereira, em declarações publicadas pelo Referi, suplemento esportivo do jornal El Observador, ciente das características que os russos deverão oferecer. “Precisamos de um chacoalhão. Esse tipo de rival vem bem contra a gente, tem um jogo muito físico.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo