UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Palmeiras faz acordo e pagará R$ 2,2 milhões ao chileno Valdivia

Ale Cabral/AGIF
Jorge Valdivia reage ao segundo gol palmeirense durante duelo da Libertadores Imagem: Ale Cabral/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em Belo Horizonte, São Paulo e Paris (FRA)

04/10/2018 04h00

O Palmeiras fez um acordo com a Valdivia Sports, empresa de Jorge Valdivia, para fazer o pagamento de R$ 2,2 milhões de dívidas. A maior parte do valor é referente à comissão que a empresa, que tem o meia como dono, levou por intermediar sua própria contratação pelo alviverde em 2010. O acordo vem após meses de briga judicial.

O pagamento será parcelado, em 14 vezes, com parcelas que começam em R$ 200 mil e depois passam a R$ 140 mil. O débito deve ser quitado até outubro de 2019. Curiosamente, o clube alviverde e o meia chileno, além do tribunal, duelaram também dentro de campo nas últimas semanas. Nesta quarta-feira (3), o Palmeiras eliminou o Colo-Colo, time que o jogador defende, nas quartas-de-final da Copa Libertadores, após duas vitórias por 2 a 0. (Por Pedro Lopes)

Corinthians e CBF travam disputa por treinador

Eduardo Barroca, treinador dos juniores do Corinthians, é motivo de uma espécie de "cabo de guerra" entre a CBF e o clube. Presente em convocações de Carlos Amadeu para a seleção sub-20 há alguns meses, Barroca é o nome ideal da entidade para estar no Sul-Americano da categoria, em 2019. A direção corintiana, entretanto, já avisou há alguns meses que não abre mão dele na Copa São Paulo, considerado o torneio mais importante para a base alvinegra. Horas após a publicação da matéria, a CBF avisou que chegou a um consenso e Paulo Victor Gomes, da seleção sub-15, será o auxiliar na competição, mas há a possibilidade de Barroca se juntar ao time após a participação corintiana na Copinha. 

Mais UOL de Primeira

Topo