UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Corinthians tentou Mano antes de Carille, mas salário no Cruzeiro assustou

DOUGLAS MAGNO / AFP
Imagem: DOUGLAS MAGNO / AFP
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

28/11/2018 04h00

O Corinthians cogitou a contratação de Mano Menezes antes de encaminhar o acordo com Fábio Carille, hoje no Al-Wehda, da Arábia Saudita. Integrantes da diretoria chegaram a conversar com o técnico bicampeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro. No entanto, o valor recebido pelo comandante e seus pares na Toca da Raposa II fez o clube paulista desistir da contratação.

O treinador recebe cerca de R$ 800 mil mensais em Belo Horizonte. Um dos auxiliares de Mano tem salário que supera a casa dos R$ 100 mil por mês. O montante foi considerado alto e assustou a cúpula corintiana. O técnico foi prontamente descartado. O Corinthians estipulou um teto de R$ 400 mil mensais para o futebol em 2018. O clube admite subir um pouco esse valor para contratar Fábio Carille.

Após a publicação da nota, a assessoria de Mano Menezes se pronunciou sobre o fato. A UOL De Primeira, no entanto, sustenta a versão publicada anteriormente. Veja, abaixo, a nota enviada pela assessora do técnico:

"Até a publicação desta matéria, a assessoria do técnico Mano Menezes destaca que não foi procurada para a confirmação desta informação. O técnico lamenta a postura do portal, com quem sempre estabeleceu uma boa relação profissional. Ele não confirma nenhuma das informações colocadas na matéria e reitera que não negociou com nenhum clube, pois como já disse inúmeras vezes publicamente, não está disponível no mercado. Apesar de afastado das atividades do gramado por questões de saúde, ele segue trabalhando diretamente com a diretoria do Cruzeiro no planejamento da temporada 2019".

(Por Diego Salgado e Thiago Fernandes)

Mais UOL de Primeira

Topo