Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Corinthians recua em projeto de religião e veta bandeirão após críticas

Reprodução
Bandeirão confeccionado para exaltar o "Corinthianismo" foi vetado nas arquibancadas por conta da série de críticas ao projeto Imagem: Reprodução
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

2019-03-14T04:00:00

14/03/2019 04h00

O Corinthians começa a recuar com seu "Corinthianismo", campanha de marketing que compara o clube a uma religião. O clube vetou a estreia da abertura do bandeirão da campanha no clássico contra o Santos por ceder à pressão de pessoas contrárias ao projeto, principalmente nas redes sociais.

"Devido à divisão da torcida, em função da popularização, dos que são a favor e os que são contra, nós decidimos não abrir o bandeirão [contra o Santos]", disse o gerente de marketing, Caio Campos, ressaltando que "a campanha segue". A pressão aumentou após um dos criadores do projeto, o ex-diretor de marketing, Luis Paulo Rosenberg, se envolver na polêmica da "mulher com HIV". Além do símbolo oficial do Corinthianismo, a reportagem apurou que a peça carrega os seguintes dizeres: "Corinthians minha vida, minha religião, meu amor", frase que não consta no vídeo (acima). O bandeirão preencheria toda arquibancada leste inferior. (Por Samir Carvalho)

Mais UOL de Primeira