Brasil emplaca quatro jogadores na seleção do mundo em 2015

Do UOL, em São Paulo

O Brasil brilhou na seleção do ano eleita pela FIFPro, entidade que representa os jogadores profissionais de todo o mundo. A despeito do mau momento da seleção, o país emplacou quatro jogadores e dominou a o time anunciado na festa de gala da Fifa. 

O time escolhido pelos próprios jogadores teve Neuer (Bayern de Munique), Dani Alves (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid), Thiago Silva (PSG) e Marcelo (Real); Modric (Real), Iniesta (Barça) e Pogba (Juventys); Neymar (Barça), Messi (Barça) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

São quatro brasileiros contra dois espanhóis, um francês, um argentino, um português e um croata. Em termos de clube, Barcelona e Real, com quatro indicados cada um, são os mais dominantes, repetindo uma tendência dos últimos anos.

A escalação também é bastante diferente daquela que subiu ao palco no ano passado. Marcelo, Daniel Alves, Modric, Pogba e Neymar substituíram David Luiz, Lahm, Di Maria, Kroos e Robben, eleitos em 2014. 

Luis Enrique ignora festa, mas ganha como melhor técnico
O técnico do Barcelona, em uma atitude rara na elite do futebol mundial, esnobou a festa de gala da Fifa e não foi a Zurique. Mesmo assim, não foi ignorado pela premiação. Campeão da Liga dos Campeões, do Espanhol e da Copa do Rei, ele foi eleito o melhor técnico de 2015 com 31,08% dos votos, batendo Jorge Sampaoli (Chile), com 9,47%, e Pep Guardiola (Bayern), com 22,97%. 

O prêmio foi recebido por Roberto Fernandez, secretário-técnico do Barcelona. Em seu discurso, ele disse que Luis Enrique gostaria de ter ido à festa, mas não pôde por problemas de agenda e pediu desculpas. No futebol feminino, Jill Ellis, comandante da seleção norte-americana que venceu a Copa do Mundo, ganhou o prêmio de melhor técnica com 42,98%, batendo Mark Sampson (10,68%), da Inglaterra, e Norio Sasaki (17,79%), do Japão. 

Lloyd é eleita melhor do ano entre as mulheres
Carly Lloyd, grande estrela da Copa do Mundo feminina com o título pelos EUA e três gols na final (um deles do meio-campo), foi eleita a melhor de 2015 entre as mulheres com 35,28%. Aya Miyama (9,88%), do Japão, e Celia Sasic (12,60%), da Alemanha, completaram o top 3. 

Ex-jogador alemão leva prêmio Fair Play
Gerald Asamoah, ex-jogador da Alemanha, recebeu a honraria por seu trabalho na promoção de campanha de aceitação de imigrantes no país. Em seu discurso, ele ressaltou a importância do apoio aos refugiados por sua própria história, já que é seus pais são de Gana e se mudaram para a Alemanha quando ele era apenas uma criança. 

Prêmio Puskas
Na eleição de gol mais bonito do ano, o brasileiro Wendell Lira surpreendeu Lionel Messi e Alessandro Florenzi para vencer a disputa popular. O atual jogador do Vila Nova vencey com 46,7%, seguido por Messi (33,3%) e Florenzi (7,1%).

Bola de Ouro 
Lionel Messi confirmou o favoritismo e foi pela quinta vez eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa. Com 41,33%, o argentino do Barcelona superou com larga vantagem os rivais Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, com 27,76%, e Neymar, com 7,86%.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos