Corinthians abre imbróglio contra joia de 16 anos e pede multa milionária

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo Pessoal

    Vitinho, 16 anos, está no Corinthians desde criança

    Vitinho, 16 anos, está no Corinthians desde criança

O Corinthians quer R$ 8 milhões para abrir mão de Victor Moura, 16 anos. 

Nesta sexta-feira, o clube protocolou na Federação Paulista o cálculo relativo às despesas que acredita ter tido com a formação do jogador, além de acrescentar multa normalmente prevista nestes casos. Na prática, significa a abertura de um imbróglio contra Vitinho, como ele é mais conhecido, e seus empresários. 

Conforme mostrou o UOL Esporte, o Corinthians perdeu o prazo para apresentar uma proposta oficial para o primeiro contrato profissional de Vitinho. Na última semana, em razão do fim de seu vínculo de formação e do impasse, o jogador deixou de se apresentar para os treinamentos. A reação corintiana se deu na FPF. 

Vitinho e seu estafe, neste momento, priorizam um acordo que assegure a ida ao Manchester City-ING quando ele completar 18 anos. Principal nome do Brasil no último Sul-Americano Sub-15, o garoto já realizou estágio no clube inglês em 2015, com o aval do Corinthians. Segundo os empresários, que não autorizam terceiros a negociar pelo jogador, esse contrato que assegura a mudança à Europa está próximo de ser concluído. 

O ponto chave, porém, é o que Vitinho fará nas próximas duas temporadas. O Corinthians, até o momento, realizou apenas uma proposta oficial ao atleta. Na última semana, Andrés Sanchez telefonou diretamente aos empresários do jovem, admitiu ter perdido o prazo para a apresentação de uma oferta formal, mas não avançou nas tratativas desde então. 

A estratégia do Corinthians é, neste momento, inviabilizar a transferência de Vitinho para outro clube brasileiro. Nesse sentido, o comando corintiano aposta em duas frentes: o pacto entre os clubes para não aliciamento de jovens, o que deixaria um suposto interessado no atacante, em tese, fora de competições de base. São Paulo e Atlético-PR, por exemplo, já foram alvo desse movimento.

Além disso, o estabelecimento de uma multa na Federação Paulista, em tese, também pressiona os empresários. A avaliação do clube é que uma nova negociação poderá ser aberta nos próximos dias porque o mercado interno não estaria aberto a Vitinho. 

Pelo menos três grandes clubes brasileiros, recentemente, foram procurados por intermediários para saber da viabilidade de receber Vitinho. Mas, diante do contexto de imbróglio com o Corinthians, avisaram que não tinham interesse no atleta. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos