De Gea se revolta com acusação de abuso sexual e descarta abandonar a Euro

Do UOL, em São Paulo

  • Yuri Kadobnov/AFP Photo

    De Gea negou envolvimento em caso de abuso sexual divulgado por jornal

    De Gea negou envolvimento em caso de abuso sexual divulgado por jornal

O goleiro David de Gea, acusado de participar de um caso de abuso sexual que teria ocorrido em 2012, classificou a história de "mentira" e "falsidade" e descartou abandonar a seleção espanhola que disputará a Eurocopa na França.

"Estou totalmente surpreendido com essa notícia, e agora tenho que tratar de desmentir. É uma mentira e uma falsidade, nada mais", afirmou ele em coletiva de imprensa organizada às pressas na concentração da seleção.

"Com certeza, isso dá ainda mais força para estar aqui com a seleção e ganhar o apoio de meus companheiros. Tenho muita vontade de disputar essa Eurocopa. Como disse antes, é algo falso tudo o que está saindo na imprensa. Ficará nas mãos de meus advogados", continuou.

Nesta sexta-feira (10), o jornal El Diario revelou a denúncia contra De Gea. O principal acusado é o empresário Ignacio Allende Fernández, conhecido como Torbe e investigado por comandar uma rede de prostituição na Espanha.

Segundo a denúncia, De Gea teria sido o responsável por negociar com duas mulheres, conduzidas por Torbe a um hotel onde estavam outros dois jogadores de futebol: o atacante Iker Muniain, do Athletic Bilbao, e um segundo não identificado. Os dois atletas teriam estuprado e agredido as garotas.

Já outra testemunha, uma jovem de 17 anos, afirmou que foi gravada por Torbe para vídeos que seriam enviados ao goleiro, que atua pelo Manchester United, e outros jogadores, estes do Athletic Bilbao.

"Eu estava tranquilo no meu quarto, jogando videogame, quando me avisaram disso. Liguei para a minha família. Me conhecem muito bem e sabem que é falso", defendeu-se De Gea, que tem 25 anos e tinha 21 na época do caso.

"Não tenho nem ideia de onde pode vir algo assim, ou como isso pode estar na imprensa. Acho que é uma maneira de tentar sujar a imagem de alguém e nada mais. Estou muito tranquilo, sei que é falso e vamos seguir adiante".

Iker Muniain também nega envolvimento

Em comunicado na web, o jogador Iker Muniain também negou participação em suposto estupro.

"Sobre a informação apresentada em noticiários, quero manifestar. Os dados relatados são absolutamente falsos; nos próximos dias designarei um profissional para defender minha honra; Espero que todos os meus seguidores confiem em mim neste momento".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos