Luxemburgo se ofereceu para substituir Tite no Corinthians, mas foi vetado

Dassler Marques*

Do UOL, em São Paulo

  • Julia Chequer/Folhapress

Vanderlei Luxemburgo tentou na última semana, sem sucesso, retornar ao Corinthians para substituir Tite. 

Fontes ligadas à direção do Corinthians asseguram que, após a ida de Tite à seleção, Luxemburgo realizou contatos com o ex-presidente Andrés Sanchez a respeito da possibilidade de uma terceira passagem pelo Parque São Jorge. O nome de Luxa, que recentemente deixou o Tianjin Quanjian-CHN, não estava dentro do perfil desejado pelo clube, que assinou com Cristóvão Borges.

O próprio presidente Roberto de Andrade já admitiu a pessoas próximas, em um passado recente, que possuía forte admiração pelo trabalho de Luxemburgo. Havia o entendimento, por outro lado, de que o Corinthians necessitava de um treinador mais jovem, com energia e capaz de se inserir dentro da comissão técnica já montada anteriormente.

Por essas razões, embora fosse cotado inicialmente pelas pessoas próximas a Roberto, Luxa não despertou interesse. O clube buscou Fernando Diniz, Eduardo Baptista, Roger Machado e Sylvinho, antes de fechar com Cristóvão. 

A amizade de Luxemburgo com Andrés é antiga. No fim de 2015, o próprio treinador ligou para o ex-presidente para pedir permissão para levar Jadson consigo para o futebol chinês. Curiosamente, um dos entusiastas da contratação de Cristóvão Borges nesse momento para o Corinthians foi do mesmo Sanchez. 

Treinador preferido da oposição

No fim de 2014, antes de deixar o Flamengo, Luxemburgo chegou a jantar com o então candidato a presidente e seu amigo pessoal Paulo Garcia. Havia a intenção, por parte de Paulo, de que Vanderlei retornasse ao Corinthians em caso de vitória nas eleições. No fim das contas, ele abdicou da disputa, travada apenas por Roberto de Andrade e Roque Citadini. 

A amigos, Luxemburgo não esconde que retornar ao Corinthians ainda é um de seus objetivos profissionais. A primeira passagem em 1998 ficou marcada pelo título do Campeonato Brasileiro e pela ida à seleção. De volta em 2001, Luxa foi campeão paulista e vice da Copa do Brasil, mas acumulou problemas com vários atletas. Entre eles, Marcelinho Carioca. 

Vanderlei Luxemburgo nega ter se oferecido ao Corinthians

Um dia após a publicação da reportagem, o treinador entrou em contato e negou a informação. 

"Não me ofereci ao Corinthians e também não autorizei ninguém a falar em meu nome. Mas é normal no futebol que empresários ofereçam um treinador", disse Vanderlei, que está resolvendo os últimos detalhes de sua saída da China e ainda passará uns dias com a esposa em Pequim.

Colaborou: Vinícius Castro, do UOL

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos