Não parou em Giuliano! Grêmio mantém portas abertas para saída de jogadores

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Luan é assediado, mas é quem o Grêmio menos pretende vender na janela

    Luan é assediado, mas é quem o Grêmio menos pretende vender na janela

Não é porque vendeu Giuliano que o Grêmio não corre risco de perder mais ninguém na janela de transferências internacionais. O presidente do clube, Romildo Bolzan Júnior, não fecha portas para qualquer proposta. Walace e Luan encabeçam a lista dos assediados. Mas Bolaños e Marcelo Grohe também estão na mira do mercado internacional. 

"Não temos proposta para vender qualquer jogador. Não queremos vender. Mas se chegarem as propostas, vamos analisar. Não podemos fechar qualquer porta", disse o mandatário. 
 
O Grêmio montou uma espécie de escalonamento de atletas sondados pelo mercado internacional. Uma ordem de quem o clube não quer perder e quem é visto com bons olhos a saída. 
 
A relação de atletas para não liberar tem Luan como primeiro nome. O Tricolor só aceita começar a conversar sobre o atleta com proposta de 30 milhões de euros (R$ 107 milhões). E até mesmo nestes números, irá ponderar sobre uma eventual venda. "É o jogador do momento, um dos principais do Brasileiro", confirma Bolzan. 
 
Tanto que o dinheiro que o Grêmio deixará de gastar com Giuliano servirá de base para o Tricolor conseguir segurar o atacante. 
 
O segundo na lista é Miller Bolaños. Como foi contratado com aporte de um investidor, o equatoriano renderia praticamente nada aos cofres gaúchos. Sendo assim, perder o jogador com menos de um ano dele no clube não está entre os objetivos. Uma eventual saída do atacante só acontecerá por força dele. Se pedir para ser negociado, alegando razões particulares, poderá ser liberado. 
 
Já em relação ao volante Walace, o Grêmio não fará tanta força assim para sua manutenção. Avaliado em aproximadamente R$ 40 milhões, o marcador que defende a seleção olímpica do Brasil, se receber proposta, poderá ser vendido. O Tricolor considera que perderá pouco tecnicamente por conta do crescimento de Jaílson e terá um lucro considerável com 70% dos direitos dele. 
 
Outro que terá saída facilitada caso receba proposta oficial é o goleiro Marcelo Grohe. E o motivo para isso é apenas financeiro. Mesmo considerando o camisa 1 um dos melhores goleiros do país, a direção do Grêmio vê nele uma 'venda ideal' já que possui a totalidade de seus direitos econômicos. 
 
"A cada dia é um susto", disse o técnico Roger Machado ao comentar a janela de transferências, que segue aberta para saídas por mais cerca de um mês. 
 

Um jogador fechará o grupo

Por outro lado, o Grêmio quer mais um jogador para fechar o elenco. Trata-se de um meia-atacante. São cinco nomes listados até o momento. O predileto é Gabriel, do Flamengo. Os demais são atletas de clubes da Série A que não completaram sete jogos e ainda um jogador que rescindiu seu contrato com clube do exterior durante o período de negociações, e sendo assim está livre para acertar sua transferência. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos