Santa Cruz 'aprova' greve de funcionários por salários atrasados: "justa"

Do UOL, em São Paulo

  • MARLON COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Não é apenas o time do Santa Cruz que está em crise

    Não é apenas o time do Santa Cruz que está em crise

O Santa Cruz publicou nesta quinta-feira uma nota em seu site oficial na qual se posiciona sobre a greve dos funcionários que estão sem receber salários há cinco meses. O clube 'apoia' a atitude dos trabalhadores e diz que está fazendo o possível para regularizar a situação.

"Nesta quinta-feira, parte dos funcionários do clube paralisou suas atividades. A diretoria do Santa Cruz considera justa a manifestação e está trabalhando para regularizar a situação o mais breve possível", publicou o clube em seu site oficial.

Pouco depois, o vice-presidente do clube, Constantino Júnior, concedeu entrevista coletiva para falar sobre a atual situação do Santa Cruz tanto dentro como fora de campo, e se disse envergonhado pelo que vem acontecendo fora das quatro linhas.

"Com relação ao atraso salarial dos funcionários, ainda estamos buscando solução. A gente fica até com vergonha", disse. "Confio nas pessoas que fazem a gestão do Santa Cruz. Dentro de pouco tempo, vamos arrumar a casa. Tenho certeza", acrescentou.

Não bastasse a paralisação dos funcionários, Doriva pediu demissão nesta tarde e deixou a equipe sem técnico. A partir de agora, a equipe começará a ser comandada pelo auxiliar-técnico Adriano Teixeira.

Com sete derrotas seguidas na Série A, o Santa Cruz terá agora mais de uma semana até o próximo compromisso, marcado para o dia 29 de outubro, um sábado, contra o Internacional, no Beira-Rio, às 18h30 (de Brasília), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos