Seleção argentina valoriza Pratto, que se torna alvo de clubes europeus

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AP Photo/Fernando Llano

    Pratto marcou dois gols pela Argentina nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018

    Pratto marcou dois gols pela Argentina nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018

Em janeiro de 2016 o Celta de Vigo, da Espanha, apresentou uma proposta de 10 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões na cotação da época) por Lucas Pratto. Foi a única equipe europeia que fez uma oferta pelo atacante do Atlético-MG durante a temporada. As outras recusas da diretoria atleticana foram para clube chineses. Mas isso deve mudar bastante em janeiro de 2017.

Valorizado pela titularidade na seleção argentina, Lucas Pratto tem recebido sondagens de diversas equipes europeias. De acordo com a imprensa espanhola, o Sevilla é um dos interessados no camisa 9 do Atlético. Agora parceiro de Messi na Argentina, Pratto também desperta o interesse de equipes de outros países da Europa.

De acordo com apuração do UOL Esporte, clubes da França e da Alemanha também já sondaram o jogador. Questionado sobre uma possível transferência em janeiro de 2017, Pratto não foi claro se pode ficar ou sair do Atlético. "Por enquanto eu fico sim. Tenho contrato até 2018", disse o argentino, em entrevista ao canal Sportv.

Ao mesmo tempo que a titularidade na Argentina fez Pratto se tornar um jogador cobiçado por clubes europeus, também fez o centroavante do Atlético se valorizar. Autor de 19 gols na temporada 2016, o camisa 9 pode render um bom dinheiro para o clube mineiro. Em dezembro de 2014 o Atlético gastou cerca de R$ 13 milhões na aquisição de Pratto, junto ao Vélez Sarsfield.

"Desde que o Lucas Pratto pisou no Atlético eu escuto essa história. Todo mundo quer comprar e se eu vou vender ou não vou. Se for bom para o clube, se pagarem o valor que ele merece, vamos avaliar e vender. O valor dele fica cada vez mais alto, então esperamos uma proposta boa", disse o presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno.

As propostas por Lucas Pratto em 2016 variaram entre 7,5 milhões e 16 milhões de euros. Essa última foi feita pelo Hebei Fortune, da China, em fevereiro. Como estava perto de começar a Libertadores e o Atlético não teria tempo suficiente para contratar um substituto, a diretoria recusou a oferta de R$ 69 milhões (na cotação da época). Agora com Fred, contratado em junho, uma boa proposta pode tirar Lucas Pratto da Cidade do Galo.

Ficou ainda mais difícil para clubes brasileiros

Lucas Pratto se tornou também o desejo de muitos clubes brasileiros. São Paulo e Palmeiras são alguns exemplos. No entanto, o crescente interesse europeu torna a disputa ainda mais complicada para qualquer equipe nacional. Além dos valores, os interesses do jogador e da diretoria alvinegra também pesam neste momento.

Reforçar um rival direto não é interesse do Atlético, que coloca uma condição para que Pratto seja negociado com qualquer outro clube brasileiro: o pagamento tem de ser feito à vista. Isso inviabiliza uma transferência interna, já que os valores giram acima de R$ 50 milhões.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos