Santos fecha amistoso contra time de Marrocos para exibir reforços

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Santos jogará contra o Kenitra, do Marrocos, no dia 29 de janeiro, no estádio Pacaembu

    Santos jogará contra o Kenitra, do Marrocos, no dia 29 de janeiro, no estádio Pacaembu

O Santos, que se reapresenta aos trabalhos nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé, fechou o amistoso internacional com o Kenitra, do Marrocos, que será realizado no dia 29 de janeiro, no estádio Pacaembu, em São Paulo. O UOL Esporte havia revelado que o clube paulista almejava estrear na temporada 2017 com o jogo festivo.

O Kenitra, segundo clube mais antigo do país, foi fundado em 1938 e disputa o Campeonato Marroquino de Futebol.

A ideia da diretoria santista é utilizar o amistoso para exibir os cinco reforços contratos pelo clube aos torcedores – os atacantes Kayke e Vladmir Hernandez, o zagueiro Cleber, o volante Leandro Donizete e o lateral ambidestro Matheus Ribeiro.

Além do amistoso internacional, a cúpula santista praticamente definiu os jogos que o time mandará no Pacaembu em 2017. No primeiro semestre, o clube paulista jogará pelo menos três vezes na capital. E um jogo está decidido que será pela Copa Libertadores da América.

Os dirigentes santistas definiram que o duelo de volta contra o Independente de Santa Fé, da Colômbia, válido pela quarta rodada da fase de grupos da competição continental, às 21h45, será realizado no Pacaembu.

O Santos ainda deve jogar mais duas vezes no Pacaembu pelo Campeonato Paulista. São duas opções – contra a Ferroviária, no dia 19 de fevereiro, válido pela quarta rodada, e diante do Botafogo, no dia 25 de fevereiro, pela sexta rodada.

O https://t.dynad.net/pc/?dc=5550001577;ord=1484063885062jogo contra o Novorizontino, pela última rodada da fase de grupos, também foi avaliado para ser transferido para o Pacaembu, mas o Santos recuou por precaução. A diretoria analisou que pode ser uma partida decisiva e, por isso, escolheram manter na Vila Belmiro.

Robinho e Bruno Henrique seguem na mira do Santos

Além do quinteto contratado, o Santos tem esperanças de fechar com os atacantes Robinho, do Atlético-MG, e Bruno Henrique, ex-Goiás e que atua no Wolfsburg, da Alemanha. Já o zagueiro Felipe Trevizan, do Hannover, também da Alemanha, foi rejeitado pela diretoria santista.

Ele está no clube alemão desde 2012, mas foi revelado pelo técnico Dorival Júnior no Coritiba em 2008. O zagueiro foi oferecido por empresários, agradou ao treinador, mas a diretoria santista se recusou a investir no atleta. 

Quer receber notícias do Santos de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos