Acusado de 'gato' usou documentos de primo preso para jogar a Copinha

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

Aos poucos, a história por trás da falsidade ideológica do zagueiro Helton Matheus Cardoso Rodrigues começa a se revelar. O jogador da equipe sub-20 do Paulista de Jundiaí copiou os documentos do primo mais novo, chamado Brendon Matheus Araújo Lima dos Santos, para poder seguir atuando como amador. A adulteração revelada tirou a equipe do interior paulista da decisão da Copa São Paulo de Juniores.

Segundo apurou a reportagem do UOL, a adulteração de documentos aconteceu antes da prisão de Brendon, atualmente detido no Rio de Janeiro em razão de envolvimento com o tráfico de drogas. Depois da manobra, Helton veio ao futebol paulista, onde defendeu inicialmente a camisa do Nacional da capital, sempre se apresentando com o nome do primo.

A direção do Paulista soube da denúncia no sábado, um dia antes da semifinal da Copa São Paulo contra o Batatais. O clube de Jundiaí foi confrontado pela Federação Paulista e então cobrou esclarecimentos do zagueiro. Após ouvir o atleta, os dirigentes decidiram por sua escalação na manhã de domingo - o Paulista venceria a partida por 5 a 1, garantindo vaga na decisão, contra o Corinthians.

Na tarde desta segunda-feira, dirigentes do Paulista e o agente do jogador, o ex-atacante Alberto, se reuniram na sede da FPF com representantes da entidade e do Batatais. A Federação decidiu pela exclusão do clube no torneio e confirmou o Batatais, derrotado na semifinal, na decisão do torneio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos