Venda de Pato à China rende R$ 6 milhões ao Corinthians. E pode vir mais

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

A confirmação da venda de Alexandre Pato ao Tianjin Quanjian-CHN chega ao Corinthians em boa hora. Os cofres corintianos serão reforçados em aproximadamente R$ 6 milhões. 

A fatia é referente a 10% de direitos econômicos que o Corinthians manteve da venda de Pato por 3 milhões de euros (R$ 10,8 milhões), feita no semestre passado para o Villarreal-ESP. Na ocasião, os espanhóis pagaram esses valores por 90% do atacante (50% dessa parte pertencia aos corintianos e 40% ao próprio Pato). 

Já agora, o Quanjian topou pagar 18 milhões de euros (cerca de R$ 60 milhões ao clube espanhol), que repassará os 10% que foram mantidos pelo Corinthians. 

Os R$ 6 milhões a receber ajudam o Corinthians a amenizar espécie de prejuízo de R$ 43 milhões que teve com o atacante, que recusou duas ofertas do mesmo Quanjian enquanto estava ligado ao clube. A primeira delas, em janeiro de 2016, e a segunda seis meses depois. 

Por que ainda pode pintar mais dinheiro

O Corinthians mantém direitos econômicos de alguns outros jogadores que foram negociados recentemente. Esse expediente em transferências foi uma ideia do ex-diretor de futebol adjunto Eduardo Ferreira, e faz com que o clube tenha perspectivas nas janelas de negociações na Europa. Em especial, claro, no meio do ano. 

O atacante Malcom (15%), os meias Matheus Pereira (5%) e Petros (25%) e o zagueiro Felipe (25%) são os principais ativos do Corinthians nesse sentido. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos