Jogador do Hull City diz ter 'sorte de estar vivo' após fratura craniana

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / Adrian DENNIS

    Ryan Mason sofreu fratura craniana em choque com Gary Cahill, do Chelsea

    Ryan Mason sofreu fratura craniana em choque com Gary Cahill, do Chelsea

O meia Ryan Mason, do Hull City, divulgou nesta terça-feira uma mensagem de agradecimento pelas palavras de incentivo recebidas ao longo da última semana.

No último dia 22, durante um jogo contra o Chelsea pelo Campeonato Inglês, Mason sofreu uma fratura craniana em uma dividida com o zagueiro Gary Cahill. Depois de oito dias internado, o meia recebeu alta hospitalar nesta segunda-feira.

Em sua mensagem de agradecimento, Mason diz ter "sorte de estar vivo" e relembrou o apoio recebido de torcedores de diversos clubes. No Twitter, o jogador – revelado pelo Tottenham – agradeceu inclusive ao departamento médico do Chelsea pelos cuidados.

No jogo do incidente, o Chelsea venceu o Hull City por 2 a 0.

Confira a mensagem:

Gostaria de agradecer a todo o importante apoio que foi demonstrado a mim e a minha família na última semana.

Tenho passado por uma montanha-russa de emoções e sinto que tenho sorte de estar vivo, mas estou feliz de dizer que agora estou em casa, descansando e me recuperando.

Minha noiva e minha família leram muita mensagens de apoio na última semana. Ter recebido tantas mensagens, inclusive de companheiros, clubes (em particular o apoio mostrado para mim por Hull City e Tottenham Hotspur) e muitos fãs também, assim como o apoio recebido do público geral no mundo todo, tem sido completamente intenso. Cada mensagem de apoio tem me dado força, e eu não consigo dizer o quanto isso significa para mim.

O amor e o apoio que minha mãe, meu pai, minhas irmãs, minha noiva Rachel e todos os meus amigos e familiares têm me mostrado durante este momento, que tem sido extremamente traumático para todos os envolvidos, tem sido incrível, e quero agradecer a eles do fundo do meu coração por estarem lá comigo durante isso.

Finalmente, gostaria de agradecer especialmente a toda a equipe médica do Hull, assim como a equipe médica do Chelsea e, é claro, ao fantástico tratamento e o apoio recebido de todos durante minha passagem no St. Mary's Hospital.

Estarei agora vivendo um dia de cada vez e me concentrando em minha recuperação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos