Gilvan barra saída de Riascos e rebate presidente do Huracán: "apavorado"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Presidente negou saída de Riascos e falou sobre nova cobrança do Huracán

    Presidente negou saída de Riascos e falou sobre nova cobrança do Huracán

Presente na apresentação do volante Lucas Silva, nesta tarde de sexta-feira na Toca da Raposa, Gilvan de Pinho Tavares aproveitou a oportunidade para esclarecer alguns assuntos, dentre eles a situação do colombiano Riascos e a dívida ainda pendente com o Huracán pelo atacante Ramón Ábila.

Mesmo sem ter entrado em um acordo com o Cruzeiro, o atacante Riascos já acertou as bases salariais e realizou exames médicos no Millonarios, da Colômbia. A transferência, contudo, ainda não pode ser concretizada. Para Gilvan, a equipe colombiana quer levar o atacante sem abrir os cofres, e isso não vai acontecer.

"É muito difícil negociar com o Millonarios. Eles têm interesse, mas não querem pagar nada. O atleta teve um custo alto, a gente não vai ceder um atleta desse de graça. Temos outras sondagens de clubes do Brasil que se dispõem a pagar. Se tem essa possibilidade, a gente prefere o clube que vai pagar", falou o mandatário.

Recentemente, o Tribunal Superior do Trabalho determinou que Riascos pagasse R$2,26 milhões para deixar o Cruzeiro. O montante ainda não foi pago, mas ainda há a possibilidade de acordo entre as partes.

Terceira cobrança de dívida do Huracán

Gilvan também comentou sobre a pendência com o pagamento de Ramón Ábila ao Huracán. Na última quinta-feira, o presidente do clube argentino, Alejandro Nadur, revelou que pretende pedir a devolução do atacante se o clube mineiro não pagar a dívida de US$1,5 milhão (cerca de R$4,8 milhões) que ainda falta pela compra do atleta. Desde dezembro, esta foi a terceira cobrança pública feita ao Cruzeiro. Questionado sobre o assunto, Gilvan rebateu o mandatário dizendo que o clube já possuiu um acordo com o Huracán e que aguarda receber suas receitas para quitar a dívida.

"Não estou entendendo o presidente do Huracán. Já conversamos e acertamos sobre isso. Estamos na mesma situação dele, com dinheiro para receber de vários clubes por transações que fizemos. Houve atraso no pagamento ao Cruzeiro, mas já havíamos conversado com ele sobre esse problema. Ele está apertado, vai entregar o mandato dele agora, mas fica levando a coisa para a imprensa sabendo que está decidido. O dinheiro está chegando. Hoje tive conhecimento que o pagamento do Roni chegou, com atraso. Vamos repassar para ele. Não o conheço pessoalmente, mas segundo me disseram é um sujeito apavorado, que leva as coisas desse tipo. O dinheiro dele está chegando", tranquilizou o presidente celeste.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos