Conversas com Gil e lições de erros do passado inspiram zagueiro corintiano

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

    Pedro Henrique tem nova oportunidade em seu quarto ano no profissional

    Pedro Henrique tem nova oportunidade em seu quarto ano no profissional

O Corinthians preserva titulares e dá oportunidade a reservas neste domingo, em visita à Ponte Preta. Entre aqueles que ganham a chance, quem parece pronto para viver um novo momento é Pedro Henrique, 21 anos. Uma das apostas do clube para o futuro, o zagueiro assume a vaga de Pablo, poupado, com uma autocrítica forte sobre a temporada de estreia nos profissionais. 

Pedro diz que aprendeu muito com erros e que lições de Oswaldo de Oliveira e Fábio Carille ajudaram para 2017. Nesta entrevista ao UOL Esporte, ele assume que se afobou em alguns momentos, mas tem a seu favor o bom momento vivido pelo sistema defensivo do Corinthians, muito mais estável que no ano passado. Uma inspiração também é clara: Gil, hoje no Shandong Luneng-CHN, é exemplo de zagueiro e amigo, além de conselheiro.  

Confira a entrevista de Pedro Henrique:

AMADURECEU COM ERROS
Me sinto mais maduro, até pela temporada que tive no ano passado, pelos erros que tive e que aprendi. Me sinto mais maduro para desempenhar a função e dar continuidade no que o Pablo e o Balbuena fazem. Ter atenção na linha de quatro, nos outros zagueiros que tem hoje no Brasil e pegar os detalhes deles para fazer meu melhor futebol.

AFOBAÇÃO
No meu caso, no ano passado, eu estava muito afobado e isso me incomodava muito. Conversei com o Oswaldo (de Oliveira) sobre isso, tive várias conversas com o Fábio também, tive várias pessoas que conversaram comigo. Eu aceitei tudo o que foi passado pra mim. Eu aprendo muito com o que me cobram para que eu possa melhorar e foi dessa forma que venho melhorando.

DEFESA EM ALTA
Fico muito feliz de voltar a jogar, mesmo que esteja na reserva, é bom jogar partidas como essa. Fico feliz pelos companheiros, por desempenharem um bom futebol, pelo desempenho da linha de quatro. Todo o time coopera para que a gente não tome gol, todos estão de parabéns e, se mudar as peças, quem está no banco tem condições de dar conta do recado. O Paulo (Roberto) é um grande jogador, tem as mesmas características de marcação do Gabriel.

CARILLE: ESPECIALISTA EM DEFESA
Ele já foi zagueiro, então esse é um ponto que ele conhece, que ele trabalha no dia a dia para errarmos menos. Ele vem trabalhando a defesa e o ataque, o que já está dando resultado. Marcamos dois gols (contra o Luverdense), então vamos dar continuidade e temos mais a melhorar, mais a dar, pelo que conversamos e pelo que sabemos, no decorrer da temporada.

OS TREINAMENTOS QUE FAZEM A DIFERENÇA
Carille trabalha muito a linha de quatro para marcar pressão, para as coberturas e isso tem sido o forte. Se um zagueiro sai, o outro está na cobertura, a defesa está bem fechadinha e faz aquilo que ele pede. Tudo que ele passa nos treinamentos, nós da linha de quatro desempenhamos no jogo. Se a gente fizer o que ele pede, não tomamos gol.

"CONSERTOU A DEFESA"
Pelo entrosamento e pelo trabalho, já pegamos a forma de trabalhar (de Carille). Está sendo fácil para nós, por entender dele, por já trabalhar muitos anos com ele. Para nós não era uma novidade que ele iria consertar a defesa.

 

O FUTURO PAPAI FEZ GOL
Tive a oportunidade de fazer meu primeiro gol como profissional contra o Mirassol. Pelo momento que estou passando, fico muito feliz. É uma felicidade enorme de estar em um grande clube, o maior do Brasil, e ainda mais marcar um gol e dedicar à minha esposa Caroline e meu filho Pietro. 

NR.: Casados no civil desde 2015, Pedro e Caroline se casaram no religioso no ano passado. Ela está grávida de quatro meses de Pietro.

GIL É ÍDOLO, ESPELHO E CONSELHEIRO
Eu subia para treinar no Corinthians e via muito a dedicação e a humildade do Gil. Então deixo claro, para todos, que ele é meu ídolo no futebol, não só por trabalhar com ele, mas por conhecer a pessoa dele e por tudo que ele passou. Aqui eu pegava muitas dicas com ele, me passava tranquilidade, me falava as malícias do futebol, os atalhos, então é um cara bacana em quem eu me inspiro. A gente continua se falando, ele é bastante humilde e nunca deixou de falar comigo. Só tenho que agradecer a Deus por me proporcionar momentos e amizades como a dele. 

FICHA TÉCNICA
 
PONTE PRETA x CORINTHIANS
 
Data e hora: 12/03/2017 (domingo), às 16h (Brasília)
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas
Árbitro e auxiliares: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
 
PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marlon, Yago e Jeferson; Fernando Bob, Matheus Jesus e Ravanelli; Clayson, Lucca e Pottker. Treinador: João Brigatti. 
 
CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe (Fagner), Pedro Henrique, Balbuena e Moisés; Paulo Roberto; Giovanni Augusto, Camacho, Maycon e Léo Jabá (Marlone); Kazim.
Treinador: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos