Grêmio rescinde contrato com atacante que sumiu duas vezes

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Luis Felippe (direita) abandonou os treinos, foi emprestado e voltou a se ausentar

Luis Felippe, 20 anos, não é mais jogador do Grêmio. Nesta semana, o atacante assinou a rescisão contratual acertada há tempos com o clube gaúcho. Contratado em 2014 após se destacar pela Friburguense, no Campeonato Carioca, o jogador ficou marcado por dois sumiços durante passagem pelo Tricolor. Ele estava nas categorias de base e nunca chegou a ser usado no time principal.

A rescisão foi unilateral. O Grêmio alegou abandono de trabalho para aplicar demissão por justa causa. O UOL Esporte já havia mostrado o caso em setembro de 2016.

Luis Felippe abandonou os treinos pela primeira vez em 2014. Isolado no Rio de Janeiro, ele foi convencido a voltar e depois acabou emprestado ao Mallorca-ESP. Lá, não teve sequência e voltou antes do final do período previsto em contrato.

De acordo com o Grêmio, após o retorno da Europa, Luis Felippe recebeu advertências em série por atrasos e excesso de peso. Por fim, o jogador não apareceu mais nos treinos.

O Grêmio procurou o jogador ainda no final de 2016 para acertar a rescisão. O acordo foi assinado na última terça-feira, em Porto Alegre. O vínculo tinha validade até o final do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos