Corinthians sofre com pontaria e necessita de 13 chances para marcar um gol

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians é econômico em relação aos gols marcados na temporada 2017. O time de Fábio Carille fez apenas 13 gols em 12 jogos disputados. Engana-se, porém, quem pensa que a equipe alvinegra tem criado poucas chances de ir às redes. 

A média de finalizações do Corinthians por partida é similar às dos principais rivais do Estado - é, por exemplo, superior às do Santos e do Palmeiras (veja abaixo). Os corintianos, entretanto, sofrem com a má pontaria e, dessa forma, precisam de mais finalizações para conseguir marcar um gol.

Nesta quinta-feira, por exemplo, o Corinthians concluiu 21 vezes ao gol do Luverdense, mas só fez um gol no empate por 1 a 1, pela Copa do Brasil. Em 12 jogos oficiais na temporada, o Corinthians já soma 165 finalizações, segundo dados do Footstats.

A equipe marcou 13 gols e precisou, assim, de 12,7 chances para balançar a rede uma vez. O São Paulo, por sua vez, necessita de 5,8 conclusões. O Palmeiras faz um gol a cada 6,5 oportunidades, enquanto o Santos precisa de 5,9.

Após o empate com o Luverdense em plena Arena Corinthians - resultado que levou o time à quarta fase da Copa do Brasil -, os jogadores corintianos mostraram que a situação traz incômodo ao elenco. O atacante Jô creditou a má pontaria à falta de concentração e ao cansaço dos atletas.

"Foi um pouco de cansaço, um pouco de falta de concentração. Tudo isso serve de aprendizado para a próxima partida. É preciso parabenizar porque a gente está criando. A parte defensiva está tomando gols, a parte de criação está saindo e agora ajeitar a parte da frente para marcar os gols", disse Jô, autor do gol contra o Luverdense (o quarto dele em 2017).

Rodriguinho discorda do companheiro. De acordo com o meio-campista, faltou tranquilidade aos jogadores corintianos durante o empate na Arena Corinthians. Para ele, os atletas precisam de tranquilidade.

"Não podemos colocar a culpa no cansaço nem na falta de concentração. A equipe entrou focada, pressionou, criou oportunidades. É preciso caprichar um pouco mais, ter paciência, achar o melhor companheiro que está melhor posição para finalizar. Ter tranquilidade para fazer o gol", afirmou.
 
Jadson minimizou a má pontaria corintiana e ressaltou a fase do time, que não perde há nove jogos. "Faz parte do futebol, às vezes acontece de não aproveitar as chances. Mas nossa equipe vem de uma invencibilidade boa, a equipe está crescendo", frisou. 
 
O Corinthians volta a campo no próximo domingo para enfrentar a Ferroviária, em Araraquara, pelo Campeonato Paulista. O time alvinegro é o líder geral do torneio, com 19 pontos, um a mais que o Palmeiras.


Compare os números dos quatro rivais:

Corinthians: 165 finalizações (13,7 por jogo)
Gols: 13 (1,1 por jogo)
Média: 1 gol a cada 12,7 finalizações

São Paulo: 173 finalizações (14,4 por jogo)
Gols: 30 (2,5 por jogo)
Média: 1 gol a cada 5,8 finalizações
 
Palmeiras: 124 finalizações (12,4 por jogo)
Gols: 19 (1,9 por jogo)
Média: 1 gol a cada 6,5 finalizações
 
Santos: 113 finalizações (11,3 por jogo)
Gols: 19 (1,9 por jogo)
Média: 1 gol a cada 5,9 finalizações

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos