Polícia ouvirá zagueiro do Botafogo na próxima semana. Atleta se defende

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

    Zagueiro Marcelo foi acusado de agressão pela ex-namorada após briga no domingo (2)

    Zagueiro Marcelo foi acusado de agressão pela ex-namorada após briga no domingo (2)

A equipe da Polícia Civil que investiga uma suposta agressão do zagueiro do Botafogo Marcelo a uma ex-namorada já está nas ruas para intimar o atleta a prestar depoimento. De acordo com os responsáveis pelo caso e pessoas próximas ao alvinegro, ele se apresentará para esclarecimentos na próxima semana.

De acordo com boletim de ocorrência registrado pela jovem, Marcelo desferiu socos, chutes e pontapés durante uma briga na noite do último domingo (2), em frente à sede de General Severiano.

Marcelo se defende. Nas conversas com pessoas próximas, seus agentes e companheiros, o zagueiro relatou que não deu nenhum soco ou pontapé na moça. Ele disse ter sido alvo de ataques da menina e, ao levantar os braços para se defender, acabou esbarrando com seu relógio no rosto da vítima.

Nas explicações aos amigos – que serão repetidas para a Polícia –, Marcelo ainda destacava que as câmeras de segurança da região poderiam provar sua versão. Os agentes da investigação, inclusive, já solicitaram as imagens das câmeras próximas.

No primeiro registro de ocorrência, a suposta agressão de Marcelo foi enquadrada no artigo 129 do código penal brasileiro – crime de lesão corporal qualificada, dentro da Lei Maria da Penha (11.340, de 7 de agosto de 2006). Caso seja provada a denúncia da jovem, o zagueiro pode pegar uma pena de até três anos de prisão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos