"Se acontecer aqui, tem de fazer igual", diz Jô sobre ato de R. Caio

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

A atitude de Rodrigo Caio ainda repercute no Corinthians. Nesta segunda-feira, o atacante Jô voltou a elogiar a postura do atleta do São Paulo e disse que o elenco corintiano apoiaria caso fosse o contrário - mais cedo, o zagueiro são-paulino Maicon disse que era melhor "a mãe dele (rival corintiano) chorando do que a minha em casa".

"A gente precisa ser o mais sincero e honesto no grupo possível. Eu sairia em defesa, ia elogiar meu companheiro (se fosse no Corinthians). Essa atitude nos dá uma responsabilidade muito grande na próxima vez que acontecer. Se acontecer com a gente tem que fazer igual. Tem de ser um ser humano honesto e ganhar a vida com dignidade. Aqui no grupo todo mundo entende assim", disse o atacante, que comentou a declaração de Maicon.

"Cada um tem um modo de pensar. O Rodrigo Caio foi exemplo até para as crianças, cada um pensa da maneira que quiser", afirmou o atacante corintiano.

No começo do Paulistão, Jô se envolveu em uma polêmica envolvendo a arbitragem. Naquela ocasião, o jogador do Corinthians admitiu que cavou um pênalti convertido po ele mesmo na vitória por 1 a 0 sobre o São Bento.

"Um pouquinho, né? Tenho que ser sincero (risos). Ele (Pitty, defensor) me puxou, foi me puxando, vi que ele estava ficando sem força, me puxou até o final e fui caindo...foi pênalti indiscutível", comentou Jô logo após a partida.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos