São Paulo desiste de Cleber, e Santos acredita que "espião" é culpado

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Zagueiro Cleber tinha exame médico marcado nesta sexta-feira na capital paulista

    Zagueiro Cleber tinha exame médico marcado nesta sexta-feira na capital paulista

O São Paulo desistiu da contratação do zagueiro Cleber, do Santos. O presidente são-paulino, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, ligou para o presidente santista, Modesto Roma, na tarde desta sexta-feira para dizer que não queria mais o defensor.

A ligação surpreendeu os dirigentes santistas e até o técnico Dorival Júnior. O treinador cogitava a saída de Cleber ainda nesta sexta-feira em entrevista coletiva. A diretoria, por sua vez, estranhou pois Cleber tinha exame médico marcado na capital paulista nesta sexta.

A negociação estava bastante encaminhada e só não foi fechada no final de semana passado pois o zagueiro estava duvidoso sobre a transferência. No entanto, quando Cleber decidiu jogar no São Paulo, foi a vez do clube do Morumbi desistir do negócio.

O UOL Esporte apurou que o Santos acredita que uma espécie de "espião" no clube entrou em contato com integrantes da diretoria e comissão técnica são-paulina para dizer que a contratação de Cleber seria um risco por causa da situação clínica do jogador. Dirigentes santistas investigam o caso internamente.

O departamento médico do clube confirma que Cleber possui "geno varo", uma espécie de desalinhamento do joelho esquerdo, mas faz questão de afirmar que o problema não limita o zagueiro de jogar futebol. O médico do Santos, Rodrigo Zogaib, argumenta que diversos atletas possuem este problema, até mesmo Neymar, e que o defensor santista treina normalmente.

"Na verdade, ele tem um desgaste normal da idade. Não tem nada que impeça ele de jogar futebol. Ele tem geno varo e, por isso, acaba ocorrendo um desgaste maior. Diversos jogadores têm isso, o próprio Neymar. É só reparar como ele anda e pisa. Dá um pouco mais de desgaste, mas não existe indicação nenhuma de cirurgia. Está normal [o joelho]. Ele treina normalmente", afirmou o médico Rodrigo Zogaib.

Além do espião, há quem acredite no Santos que o presidente Leco sofreu pressão de dirigentes e conselheiros para não investir em Cleber.

O acordo financeiro entre Leco e Modesto Roma já estava definido. O clube do Morumbi assumiria a dívida do clube praiano com o Hamburgo, da Alemanha. A diretoria santista fechou a contratação por R$ 7,3 milhões em três prestações anuais.

O São Paulo pagaria o Santos pelo valor que ele já investiu no jogador – pouco mais de R$ 2 milhões – e fica responsável pelas parcelas de 2018 e 2019. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos