Técnico relata mal súbito de Tioté e diz que jogador chegou a ficar de pé

Do UOL, em São Paulo

  • Best Photo Agency & C / Pier Gia

    Cheick Tioté com a camisa da seleção da Costa do Marfim

    Cheick Tioté com a camisa da seleção da Costa do Marfim

Membro da comissão técnica do Beijing Enterprises, Pablo Franco contou à "Rádio Marca" como foi a reação dos funcionários do clube à morte de Cheick Tioté, marfinense que faleceu após mal súbito em treino. De acordo com o treinador espanhol, o jogador chegou a se levantar após passar mal, mas não resistiu.

"Seus colegas começaram a gritar, os médicos tentaram ver o que estava acontecendo e, em seguida, Cheik foi capaz de se levantar, tropeçou duas vezes e caiu no chão. Ele não disse nada. Tentamos fazer todo o possível para salvar sua vida, mas não foi suficiente", afirmou Franco.

Segundo o técnico, Tioté estava em mês de jejum, prática comum durante o Ramadã. Porém, não acredita que o mal súbito tenha relação com a tradição religiosa.

"Estávamos fazendo uma sessão regenerativa muito suave, e não fazia tanto calor quanto há algumas semanas. É certo que o jogador estava cumprindo o Ramadã, mas isso não teve nada a ver", declarou.

Tioté tinha 30 anos de idade e disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014 pela Costa do Marfim.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos