Com Verratti como Plano A, Barcelona reabre conversas e seduz Paulinho

Dassler Marques, João Henrique Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo, Barcelona e no Rio de Janeiro

  • Thomas Peter/Reuters

    Estafe de Paulinho mantém conversas com o Barcelona

    Estafe de Paulinho mantém conversas com o Barcelona

O Barcelona trata Marco Verratti como a primeira opção para reforçar o meio-campo na próxima temporada europeia. Entretanto, as dificuldades em tirar o destaque do Paris Saint-Germain podem aumentar as possibilidades do brasileiro Paulinho em se tornar opção dos catalães. 

Noticiado pelo UOL Esporte em abril, o interesse do Barcelona pelo meio-campista da seleção brasileira se intensificou nos últimos dias. Paulinho foi informado da possibilidade de mudança da China e, diferentemente de outros momentos, se animou com o nome do Barça, de acordo com membros de seu estafe. Ainda segundo representantes do jogador, o diálogo foi restabelecido. 

A operação é vista pelas partes como complexa, principalmente em função da postura do Guangzhou-CHN. O clube dirigido por Luiz Felipe Scolari já indicou a Paulinho que não vai facilitar uma negociação e que as conversas por transferências girariam em torno de 45 milhões de dólares (cerca de R$ 140 milhões), valor equivalente à multa rescisória. 

O que objetivamente seduz Paulinho são os fatores esportivos: a chance de jogar em uma grande liga europeia e em um dos maiores clubes do mundo, justamente no momento em que se tornou uma das forças da seleção de Tite. Financeiramente, ele está bem resolvido, com um dos maiores salários da liga chinesa - R$ 2 milhões por mês livres de imposto - e ainda contrato até junho de 2020. Do ponto de vista pessoal, ele se habituou muito bem à vida na China. 

Esse cenário de dificuldade fez o Bayern de Munique, outro interessado em Paulinho, sinalizar que não iria avançar uma proposta oficial para os chineses. A posição foi reforçada com a contratação de dois outros volantes nos últimos dias: Sebastian Rudy, alemão ex-Hoffenheim-ALE, a custo zero, e Corentin Tolisso, francês ex-Lyon, por 41 milhões de euros (R$ 155 milhões). 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos