Osorio pede desculpas e se diz ofendido com confusão: "Isso é inaceitável"

Do UOL, em São Paulo

  • Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

O técnico Juan Carlos Osorio pediu desculpas pelo comportamento durante o primeiro tempo da partida entre México e Nova Zelândia, nesta quarta-feira (21), pela Copa das Confederações. O colombiano trocou insultos com Anthony Hudson, técnico da Nova Zelândia, por entender ter havido falta de fair play.

"Os jogadores e eu ficamos gritando para pararem o jogo, mas não houve reação por parte deles. Foi um jogo muito duro, quase violento. Isso é inaceitável. Por isso que perdi a razão, me senti muito ofendido. Ouvi alguns insultos na minha direção em espanhol. É verdade que as coisas que eu disse foram ruins, mas isso foi de minha responsabilidade", explicou Osorio na entrevista coletiva.

O lance aconteceu aos 26 minutos. Salcedo caiu na área mexicana e ficou no chão com dores. Apesar disso, o lance continuou e Wood quase abriu o placar para a Nova Zelândia. Na beirada do campo, Osorio começou a discutir com Hudson e precisou ser contido pelos jogadores do banco de reservas.

O momento não foi o único de confusão durante a partida. Nos acréscimos, o zagueiro Boxall deu uma entrada em Herrera depois de sofrer uma falta de Reyes. Na sequência, uma série de empurra-empurra teve início, com jogadores chegando até a trocar socos.

Aparentando estar claramente perdido, o árbitro Bakary Gassama pediu ajuda do vídeo para entender o que aconteceu na confusão. Após rever o lance, o homem do apito decidiu amarelar somente Reys, do México. Mais tarde, um novo aviso no rádio resultou em cartão amarelo para Boxall.

A partida terminou em vitória do México por 2 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos