Alemanha decide em 10 minutos e avança à final da Copa das Confederações

Do UOL, em São Paulo

A Alemanha confirmou seu favoritismo e conquistou uma das vagas para a final da Copa das Confederações 2017. Nesta quinta-feira, em jogo na cidade de Sochi diante do México pelas semifinais do torneio, os atuais campeões do mundo venceram por 4 a 1, graças a dois gols de Goretzka nos primeiros minutos.

Agora, os alemães decidem o título da Copa das Confederações contra a seleção do Chile. A partida acontece no domingo (2), no Estádio Krestovsky, em São Petersburgo. No mesmo dia, Portugal e México disputam o terceiro lugar - a partida acontece na Otkrytiye Arena, em Moscou.

Na final, melhor ataque contra melhor defesa

A decisão da Copa das Confederações colocará frente a frente o melhor ataque e a melhor defesa do torneio. Em quatro jogos até aqui, a Alemanha marcou 11 gols (contra sete de Portugal e México e quatro de Chile e Austrália). O Chile, por sua vez, divide o posto de melhor defesa com Portugal - as duas seleções sofreram dois gols em quatro partidas, contra três da Rússia (em três jogos) e cinco da Alemanha.

Alemanha abre 2 a 0 em menos de 10 minutos

O jogo mal havia começado e a Alemanha já inaugurava o placar: em rápido contra-ataque pela direita aos 6 min do primeiro tempo, Henrichs centrou a bola rasteiro para Goretzka, que bateu da entrada da área e mandou no canto.

Rápidos e eficientes, os alemães ampliaram dois minutos depois - e em mais uma jogada de velocidade. Desta vez, Werner lançou um passe em profundidade da intermediária, e o próprio Goretzka apareceu nas costas da defesa para receber e bater cruzado pela direita. Com isso, ditou o ritmo do jogo.

Martin Meissner/AP Photo
Jogadores da Alemanha comemoram o primeiro gol de Goretzka (camisa 8)

México acorda e toma o controle do jogo

Com a vantagem prematura no placar, a Alemanha obrigou o México a sair para o jogo, oferecendo espaços para o contra-ataque pela esquerda com Draxler. No entanto, a primeira boa oportunidade para o terceiro gol veio pela direita: aos 18 min, Henrichs lançou Werner, que invadiu a área e bateu rasteiro - Ochoa, porém, mandou para escanteio.

Dominados, os mexicanos só deram um susto aos 32 min da etapa inicial, após bola que o próprio Draxler perdeu na entrada da área - Giovanni dos Santos bateu, mas mandou para fora. O camisa 10 ainda teve um chute cruzado no minuto seguinte pela direita, mas parou nos pés de Ter Stegen. De quebra, aos 35 min, Chicharito tentou por cobertura, mas mandou para fora.

Kirill Kudryavtsev/AFP Photo

A partir daí, o México era superior e colocava a Alemanha na defesa. Aos 38 min, Héctor Herrera bateu falta da intermediária e obrigou Ter Stegen a espalmar por cima do gol. Pior para o México, que foi para o intervalo em desvantagem.

Pênalti para a Alemanha?

Diante de boas chances mexicanas no começo da segunda etapa, a Alemanha também tentou a resposta em um contra-ataque aos 7 min, em longo passe de Stindl pela direita; Werner invadiu a área e, mesmo empurrado por Moreno, bateu cruzado para fora - o camisa 11 ainda reclamou com a arbitragem, mas o argentino Néstor Pitana nada assinalou. Com 11 min, Draxler arriscou falta da intermediária, mas a bola chegou sem altura ao gol e facilitou a defesa tranquila de Ochoa.

Fim da linha: Alemanha faz o terceiro

Mas foi justamente quando o México mais dava trabalho que a Alemanha chegou ao terceiro gol. Aos 13 min, Draxler acionou Hector em condição legal pela esquerda; o camisa 3 cruzou rasteira para a área, e Werner teve apenas o trabalho de escorar para o gol aberto.

Sergei Grits/AP Photo
Com gol aberto, Werner fez 3 a 0 para a Alemanha diante do México

O México tentou reagir, mas o chute de Layún aos 24 min parou em Ter Stegen, enquanto a conclusão de Araujo após escanteio aos 25 min foi afastada pela defesa. Aos 30 min, Jimenez teve nova oportunidade de cabeça, mas acertou o travessão. Até então, foi o momento mais perigoso dos mexicanos.

O México, porém, diminuiu o prejuízo aos 44 min do segundo tempo, em chute de longe de Marco Fabián. No entanto, nos acréscimos, Younes tocou na saída de Ochoa para ampliar, encerrando as já poucas chances dos representantes da Concacaf no torneio.

FICHA TÉCNICA
Alemanha 4 x 1 México

Local: Estádio Olímpico Fisht, em Sochi (RUS)
Data: 29 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Gols: Goretzka, aos 6 min do 1º T (ALE); Goretzka, aos 8 min do 1º T (ALE); Werner, aos 13 min do 2º T (ALE); Marco Fabián, aos 44 min do 2º T (MEX); Younes, aos 46 min do 2º T (ALE)
Cartões amarelos: Raúl Jiménez (MEX)

Alemanha: Ter Stegen; Kimmich, Rüdiger, Ginter e Jonas Hector; Henrichs, Rudy e Goretzka (Emre Can); Draxler (Younes), Werner, Stindl (Brandt)
Técnico: Joachim Löw

México: Ochoa; Layún, Néstor Araujo, Héctor Moreno e Alanís; Héctor Herrera, Jonathan dos Santos (Rafa Marquez); Javier Aquino (Lozano) e Giovani dos Santos (Marco Fabián); Raúl Jiménez e Chicarito Hernández
Técnico: Juan Carlos Osório

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos