Polícia prende 2 por morte de palmeirense; 3º suspeito deve se apresentar

Adriano Wilkson e Bruno Thadeu

Do UOL, em São Paulo

  • EDU SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Faca apreendida pela polícia após atendimento da ocorrência

    Faca apreendida pela polícia após atendimento da ocorrência

A polícia confirmou as prisões de Anderson da Cruz Andrade e Wellington Pimentel, suspeitos de envolvimento na morte do torcedor Leandro de Paula Zanho, de 38 anos. O crime ocorreu na noite de quarta-feira a dois quilômetros do Allianz Parque, local do clássico Palmeiras 0 x 2 Corinthians.

Um terceiro suspeito de participação no crime se apresentará na tarde desta quinta-feira, informou ao UOL Esporte o advogado Marcello Primo Muccio, que defende esse terceiro suspeito.

O UOL Esporte teve acesso ao Boletim de Ocorrência registrado no 91º Distrito Policial (Vila Leopoldina). O documento relata que houve uma briga generalizada em frente a uma borracharia entre Rua Tupi e a Avenida General Olímpio da Silveira, na zona oeste da capital. A confusão envolvia torcedores do Palmeiras e Corinthians.

Na briga, Leandro, que seria torcedor do Palmeiras, foi esfaqueado com dois golpes na barriga.

Duas pessoas ouvidas pela PM apontaram Anderson da Cruz Andrade como autor do crime. Essa acusação foi registrada no B.O.

No entanto, a reportagem consultou duas testemunhas, que disseram não ser Anderson o autor das facadas, e sim um homem de identidade desconhecida. Segundo Muccio, o seu cliente teria sido o autor do crime e ele deve se entregar à polícia ainda nesta quinta-feira.

Preso temporariamente, Anderson, que seria torcedor corintiano, negou à polícia ter esfaqueado Leandro.

No B.O, os policiais que atenderam a ocorrência apreenderam uma barra de ferro e uma faca utilizadas na briga. Segundo o documento policial, Wellington portava a barra de ferro, enquanto Anderson portava a faca.

A confusão

Tudo começou depois da vitória do Corinthians por 2 a 0 no Allianz Parque, quando um trio de amigos palmeirenses ia embora para casa, mas acabou encontrando corintianos em frente a uma borracharia próximo à Rua Tupi e a Avenida General Olímpio da Silveira, sob o Minhocão. A discussão começou e Leandro foi atingido por dois golpes de facão na região do abdômen, segundo a Polícia Militar.

De acordo com uma testemunha ouvida pelo UOL Esporte que estava próximo do local do incidente, logo após ser atingido, Leandro saiu correndo para um posto de gasolina perto da borracharia, já ferido. Então, os amigos colocaram ele no carro e o levaram para o hospital. Enquanto isso, os corintianos que deram a facada foram para um bar ao lado do estabelecimento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos