Presidente do Flamengo admite que arbitragem ajudou contra o Corinthians

Do UOL, em São Paulo

  • Ale Cabral/AGIF

    Árbitro Ricardo Marques Ribeiro em ação durante o jogo Corinthians x Flamengo

    Árbitro Ricardo Marques Ribeiro em ação durante o jogo Corinthians x Flamengo

Neste domingo (30), Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, admitiu que a arbitragem errou a favor do Flamengo durante o empate por 1 a 1 com o Corinthians, na Arena Corinthians, em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time paulista teve gol legal anulado por impedimento quando a partida ainda estava 0 a 0.

"Eu acho que tem razão a reclamação porque no lance do primeiro tempo o jogador do Corinthians não estava impedido, então o gol foi mal anulado. A gente tem que dizer quando a arbitragem erra a favor, como contra o Palmeiras o árbitro errou em lances capitais contra nós em arbitragem completamente desastrosa. Então, no dia que acontece de a arbitragem errar em um lance que nos favorece a gente tem que reconhecer", disse o dirigente, após a partida.

Em relação à polêmica da partida contra o Santos, quando árbitro marcou pênalti para a equipe do litoral paulista e voltou atrás, Bandeira afirmou que não houve erro.

"Acho que todo mundo viu que não foi pênalti, o juiz se precipitou, marcou, teve o auxílio do quarto árbitro e voltou atrás. Está completamente dentro da regra. Absurdo seria se ele tivesse tido a informação e não voltasse atrás. Então, ele voltou atrás e acertou", opinou.

Na ocasião, o Flamengo perdeu por 4 a 2 para o Santos e, mesmo com a derrota, garantiu sua classificação para as semifinais da Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos