Jornal uruguaio defende Cavani e diz que Dani Alves protegeu Neymar

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / CHRISTOPHE SIMON

O jornal uruguaio El Pais defendeu Edinson Cavani e criticou duramente Daniel Alves pela discussão dos dois com Neymar na vitória do PSG contra o Lyon, 2 a 0. A publicação entende que Alves e Neymar se uniram para assumir o posto de liderança conquistado em campo por Cavani.

O bate-boca ocorreu dentro de campo. Em ambos os casos, a polêmica ocorreu por conta da definição do cobrador. Na primeira discussão entre Neymar e Cavani, o atacante brasileiro levou a melhor e cobrou a falta. Depois, o uruguaio Cavani venceu a "disputa" com Neymar e bateu o pênalti.

"Não precisa se aprofundar muito para comprovar que Neymar quer ser o responsável pelas execuções dos tiros livres e das penalidades. E tampouco é fácil notar que Edinson Cavani não está disposto a entregar aquilo que conquistou por direito próprio no clube francês", escreveu o El Pais.

"Os vídeos comprovam a postura de Alves escondendo a bola de Cavani para dar a Neymar".

O El Pais considerou mentirosa a declaração dada por Daniel Alves. Ao Sportv, o lateral brasileiro disse que queria cobrar a falta e por isso impediu Cavani de pegar a bola. Alves completou dizendo que teve a bola roubada da mão por Neymar.

"[Para a imprensa] Alves quis disfarçar a realidade. Impossível crer nisso", reforçou o jornal uruguaio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos