O que o seu time faz para evitar atrito igual ao de Cavani e Neymar

Do UOL

  • CHRISTOPHE SIMON/AFP

    Cavani e Neymar antes de cobrança de pênalti no jogo do PSG contra o Lyon

    Cavani e Neymar antes de cobrança de pênalti no jogo do PSG contra o Lyon

Se no PSG ocorreu uma polêmica entre Neymar e Cavani para ver quem batia a falta e o pênalti, o mesmo pode acontecer no seu clube?

A maior parte dos clubes já tem uma ordem pré-estabelecida que vem do técnico, justamente para evitar atritos e discussões em campo. Há clubes, como no caso do Inter, que quem manda é D´Alessandro. Já no Corinthians o técnico Fábio Carille, por exemplo, estabeleceu os nomes.

Veja abaixo:

ATLÉTICO-GO

A ordem das cobranças de pênaltis é estabelecida através do aproveitamento na semana de treinamentos. Os três melhores da semana são colocados como os que terão prioridade na cobrança: 1º, 2º e 3º. E isso é acompanhado pela comissão técnica, principalmente pelo técnico João Paulo Sanches.

No caso das faltas depende muito o lugar onde será a cobrança. Mas sempre está estabelecido pelo treinador.

Agência Palmeiras
Fred cobra pênalti contra o Palmeiras e vê o goleiro Fernando Prass defender

ATLÉTICO-MG

Fábio Santos se tornou o batedor oficial de pênaltis, já que os atacantes falharam. Dos oito pênaltis do Galo no Brasileiro, cinco foram perdidos. Fred, duas vezes, Rafael Moura, Cazares e Robinho. Fábio Santos bateu três e fez todos.

No jogo com o Palmeiras, pela 23ª rodada, Fred pediu para bater e errou o segundo dele na competição (o primeiro foi contra o Santos). Na mesma partida, houve outro pênalti, Fábio Santos foi o responsável pela cobrança e aproveitou. A partir daí, o técnico Rogério Micale determinou que o lateral esquerdo é o principal cobrador.

Até então ele mantinha três batedores, que tinha a liberdade pra decidir dentro de campo: Fred, Cazares e Fábio Santos. Rafael Moura e Robinho entravam na lista de estivesse em campo. Já nas faltas o batedor é o venezuelano Otero. Mas como ele não tem atuado como titular, as cobranças ficam com Valdívia e Cazares.

Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Roger comemora gol do Botafogo

ATLÉTICO-PR

Há um revezamento de jogadores, mas bate quem tem aproveitamento melhor nos treinos. Quando Felipe Gedoz está em campo, ele bate faltas e pênaltis. Sem ele, é Nikão.

BOTAFOGO

No Botafogo tudo é definido pelo Jair Ventura. Roger é o cobrador oficial de pênaltis. Quando Roger não está em campo, é decidido no momento com aval do treinador.

Léo Valência o de faltas e escanteios. Quando chileno não está em campo, João Paulo assume as bolas paradas.

Ricardo Nogueira/Folhapress
Jadson marca, de pênalti, contra o São Paulo

CORINTHIANS

No Corinthians, tem geralmente dois jogadores escalados por Fábio Carille e eles se resolvem na hora, mas há uma hierarquia, e normalmente é Jadson quem cobra ambos.

O volante Maycon, por exemplo, gostaria de bater mais faltas, mas respeita a ordem estabelecida pelo treinador. Nos pênaltis, depois de perder alguns, Jô deu a vez ao meia Jadson também.

CORITIBA

O batedor oficial é o Kléber. Na ausência dele, bate quem tem aproveitamento melhor nos treinos.

Henrique Almeida era o 2º no posto; bateu contra o Botafogo e fez. Já Alecsandro quis bater logo na estreia contra o Santos, assim como Rafael Longuine contra o Vitória. Foi decidido na hora e ambos perderam.

CRUZEIRO

O técnico Mano Menezes estabeleceu que Sassá é o cobrador oficial de pênaltis no Brasileirão. Em sua ausência, o escolhido é Thiago Neves ou Rafael Sóbis. O cobrador é definido conforme o momento dos atletas.

Na Copa do Brasil, Thiago Neves é o escolhido pelo fato de Sassá não estar inscrito.

As faltas variam entre Diogo Barbosa, Thiago Neves, Arrascaeta e Sóbis. Todos já cobraram e a escolha varia conforme posição da cobrança.

Gilvan de Souza/Divulgação
Diego comemora gol do Flamengo

FLAMENGO

Diego cobra os pênaltis. Paolo Guerrero e Diego revezam as faltas (decidem no momento do jogo). Os lances que ocorrem mais próximo à área ficam com Guerrero

FLUMINENSE

Abel Braga estabeleceu, mas dá total liberdade aos jogadores mudarem durante as partidas. Os pênaltis são cobrados por Henrique Dourado, que tem ótimo aproveitamento no item. Em sua ausência, Scarpa é o cobrador. O jovem meia-atacante também é o encarregado pelas faltas, com Sornoza como segunda opção.

GRÊMIO

A definição acontece na hora do jogo. Os atletas conversam entre si e recebem aval de Renato Gaúcho.

Os pênaltis são um problema para o Grêmio na temporada. Luan já perdeu quatro, Edilson também errou e quem se salva é Fernandinho, que aproveitou suas cobranças., assim como Lucas Barrios.

Durante a semana são designados cerca de cinco jogadores para prática do fundamento.

Depois dos erros em série, Lucas Barrios foi definido como o batedor principal. Mas se ele não estiver em campo, há rodízio.

INTER

No Inter funciona assim: pergunte ao D'Alessandro. 

É o gringo de 36 anos o dono da bola parada, seja ela onde for. Faltas, pênaltis, tudo passa por ele. É o batedor número 1 de qualquer uma. Caso ele não esteja apto ou não queira bater, há uma escolha definida na hora.

Ale Cabral/AGIF
Jean comemora gol do Palmeiras

PALMEIRAS

No Palmeiras, muita gente treina, mas o Jean é o pré-estabelecido como o cobrador oficial de bolas paradas próxima da área e de pênaltis.

No entanto, depende bastante do momento do jogo, o que é conversado entre os próprios jogadores, sendo que há a prioridade para quem treina faltas e pênaltis durante o dia a dia.

Em relação aos pênaltis houve um revezamento nos últimos jogos pelo número alto de penalidades máximas perdidas na temporada - Jean, Willian, Deyverson já erraram, por exemplo.

SANTOS

O cobrador oficial é o Ricardo Oliveira. Quando ele não está, bate o Lucas Lima. Ricardo Oliveira errou muitos pênaltis em 2015. Ele parou de cobrar naquele ano e passou a função a Gabigol. Mas já faz tempo que voltou a bater e é o cobrador oficial.

SÃO PAULO

A ordem é estabelecida pelo treinador de acordo com os treinamentos durante a semana. Quem estiver disposto, pode treinar e quem tiver melhor rendimento, vai cobrar nos jogos.

No caso das faltas, Dorival Júnior é quem estabelece a ordem de quem cobra em cada setor do campo.

VASCO

No Vasco, desde que Nenê chegou ao clube, no segundo semestre de 2015, ele é o cobrador oficial de faltas e escanteios. No Campeonato Carioca deste ano, o Yago Pikachu bateu rapidamente uma falta e deixou Nenê nervoso, mas não passou disso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos